Menu
Busca segunda, 03 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Tecnologia

Curiosity encontra traços de carbono em Marte

05 dezembro 2012 - 10h47NASA/JPL-Caltech/MSSS

A sonda Curiosity, da Nasa, realizou sua primeira análise completa de um trecho do solo de Marte. Em meio às areias do planeta, ela encontrou água, cloro, enxofre e indícios de compostos à base de carbono, elemento essencial para a vida. O anúncio foi feito por cientistas da agência espacial nesta segunda-feira, em uma apresentação realizada na conferência da União Geofísica Americana, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Os cientistas, no entanto, dizem que ainda é cedo demais para tirar qualquer conclusão sobre a presença de vida no planeta. "Apenas encontrar carbono em algum lugar não significa que ele tenha algo a ver com a vida, ou mesmo com um ambiente habitável", disse John Grotzinger, pesquisador do Instituto de Tecnologia da Califórnia. Mesmo com carbono e água, a vida precisa de outros elementos químicos para se formar e evoluir, como enxofre, oxigênio, fósforo e nitrogênio.

Segundo os pesquisadores, nem mesmo os indícios da presença de carbono são conclusivos. Para examinar determinada quantidade de areia, a Curiosity precisa escavar um trecho do solo e fazer com que todo o material volátil evapore. Os gases são então analisados pelos instrumentos da sonda. Foi em meios a esses gases que ela encontrou compostos de metano clorado, substância química formada a partir do cloro e do carbono. Os cientistas afirmam que o cloro vem, com certeza, do solo do planeta, mas não se pode dizer o mesmo do carbono. O elemento poderia ter sido levado até ali pela própria Curiosity, a partir de partículas com as quais seus instrumentos interagiram ainda na Terra, mesmo tendo passado por uma rigorosa descontaminação antes de deixar a Terra.

Somente mais estudos e análises de outros trechos de solo podem ajudar os pesquisadores a chegarem a uma conclusão. "Nós temos uma pista sobre a identificação de um dos ingredientes que contribuem para um ambiente habitável. Mas ainda temos muito trabalho a fazer para qualificar e caracterizar do que se trata", disse Grotzinger.

Explorando Marte
A Curiosity pousou em Marte em agosto, numa cratera de 150 quilômetros de diâmetro próxima ao equador do planeta. Ali, ela encontrou indícios de que o local esteve coberto de água no passado. No ano que vem, a sonda deve ter acesso a uma fatia mais rica da história marciana, quando começar a examinar as camadas de sedimentos no Monte Sharp, que se ergue da base da cratera. "Estamos começando a encontrar os temperos que tornam um prato saboroso. Há os ingredientes básicos que você espera que estejam lá, mas é o modo de combiná-los e os ingredientes secundários que realmente tornam o resultado interessante", disse Grotzinger.

Via Veja

Vacinne

Deixe seu Comentário

Mais Lidas

Geral
Thiago Bueno foi encontrado e está bem, confirma esposa
Geral
Três jovens mortos em acidente na BR-277 seguiam para grupo de oração
Dois deles eram casados e tinham deixado a filha deles, uma bebê, na casa da avó materna
Saúde
Delcídio recebe alta seis dias após segunda internação
Polícia
Homem mata amigo após confundi-lo com javali durante caça