Menu
Busca quarta, 28 de setembro de 2022
(67) 99647-9098
TJMS setembro22
Tecnologia

Plataforma do governo ajuda na resolução de problemas entre consumidores e empresas

A intermediação, no entanto, só vale para estabelecimentos cadastrados no site

13 setembro 2021 - 14h11Da Redação, com Agência Brasil

O governo federal disponibiliza, por meio do Ministério da Justiça, a plataforma que ajuda consumidores e facilita a resolução de problemas com empresas que comercializam bens ou serviços, o consumidor.gov.br. Vale lembrar que a plataforma não substitui os canais de atendimento das empresas bem como outros órgãos de defesa do consumidor, como os Procons. É um serviço complementar com o objetivo de resolver polêmicas entre consumidores e fornecedores.

As reclamações não são transformadas em processo administrativo, uma das formas de atuação do Poder Público no caso de abuso nas relações de consumo. O espaço permite a interlocução direta entre o cliente e a empresa.

Funcionamento

A intermediação só vale para empresas cadastradas no site. Essa ação, em geral, é voluntária, mas obrigatória para alguns tipos de companhias (veja abaixo). O cidadão deve entrar no site e pesquisar se a empresa em questão aderiu à plataforma.

Para fazer uma reclamação, é preciso também se cadastrar, com identificação. Assim, não é possível publicar uma queixa anônima. A pessoa insere a reclamação e passa a correr um prazo de dez dias. A empresa pode entrar em contato com quem enviou a queixa para obter mais informações.

Antes do fim do prazo, a empresa deve publicar uma resposta. O autor do questionamento pode comentar se a demanda foi resolvida e avaliar de que maneira ela respondeu ao problema apresentado.

O Ministério da Justiça explica que caso a demanda não seja resolvida é possível recorrer a outros entes do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, como os Procons, as defensorias públicas ou os juizados especiais.

Indicadores

A plataforma serve também como um local de informações sobre fornecedores, com indicadores e relatos de consumidores sobre as reclamações, as respostas das companhias e a avaliação do indivíduo sobre a solução dada.

São disponibilizados no portal dados sobre o índice de resolução (quantas demandas uma empresa resolveu entre as que recebeu), o índice de satisfação, o prazo médio de resposta e as reclamações respondidas.

Participação obrigatória

De acordo com as regras da plataforma consumidor.gov.br, algumas empresas têm que aderir obrigatoriamente. São elas:

- empresas com atuação nacional ou regional em áreas de serviços públicos e atividades essenciais definidas pela legislação no âmbito da pandemia;

- plataformas digitais de atendimento pela internet dedicadas ao transporte individual ou coletivo de passageiros ou à entrega de alimentos, de comércio eletrônico e redes sociais com fins lucrativos;

- firmas que estão entre as 200 empresas mais reclamadas anualmente na Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública, no ano de 2020; 

- companhias com faturamento bruto de, no mínimo, R$ 100 milhões;

- empresas que tiveram média mensal igual ou superior a mil reclamações em seus canais de atendimento ao consumidor;

- firmas que tenham sido objeto de mais de 500 processos judiciais na área de direito do consumidor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tecnologia
"Carro voador" levanta voo pela primeira vez
Tecnologia
WhatsApp anuncia links de convites para chamadas de áudio e vídeo
Tecnologia
Instagram testa filtro contra nudez em mensagens privadas
Justiça
Apple é multada em R$ 12 milhões e não poderá vender iPhone sem carregador
Tecnologia
WhatsApp deixará de funcionar em modelos antigos do iPhones
Tecnologia
Grupo hacker coloca à venda 3 TB de dados do governo brasileiro
Tecnologia
Empresa da Embraer irá iniciar testes de "carros voadores"
Tecnologia
Previsto inicialmente para julho, 5G pode chegar só em novembro na Capital
Tecnologia
Um em cada três brasileiros foi vítima de fraude com cartão de crédito
Tecnologia
Comitê do 5G prevê atraso de instalação em Campo Grande

Mais Lidas

Política
Pesquisa Ranking mostra Riedel perto do segundo turno
Polícia
JD1TV: Homem morre após se despedir da esposa e jogar carro em córrego na BR-163
Interior
Campo-grandense com carga de cigarros na fronteira morre em confronto com a PM
Cidade
Após episódio de 'traição', amante de candidato se diz abalada e passará por IML