Menu
Busca sábado, 15 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Tecnologia

PlayStation 2 chega ao final da vida

24 janeiro 2013 - 10h20Divulgação

Uma névoa azulada, cubos transparentes flutuando no espaço, quatro pequenas luzes nas cores rosa, vermelha, verde e azul - as mesmas cores dos botões Quadrado, Círculo, Triângulo e X, respectivamente, do controle - dando volta sobre eles, até que, quase como mágica, eles desaparecem dando lugar ao nome "PlayStation 2".

Quem teve um "PlayStation 2" - "PS2" ou "Play 2" para os fãs - o segundo videogame da Sony, certamente se lembra desta cena, chamada de "tela de boot", que aparecia toda a vez que um jogo era iniciado ou o console era ligado.

Após quase 13 anos de vida, o console, apresentado como um monolito - remetendo à clássica cena de "2001 - Uma Odisseia no Espaço" - e que marcou uma geração chegou ao final de sua vida.

Após quase 154 milhões de unidades vendidas durante quase 13 anos, no final de dezembro de 2012, a Sony anunciou que não iria mais distribuir o PlayStation 2 no Japão, medida que foi levada para o restante do mundo em janeiro de 2013. Em comunicado ao G1, no entanto, a empresa afirma "que continuará enviando o PS2 às lojas da América do Sul". A empresa não quis dar entrevista sobre o fim do videogame. Curiosamente, a empresa não vende mais o PS2 de forma oficial em seu site Sony Style.

De forma oficial - lê-se um videogame que entra no Brasil por meio de importação legal - é difícil encontrar um PlayStation 2. "Se alguma loja minha vende PS2 hoje é porque ainda tem o aparelho no estoque. Não temos mais aparelhos desde outubro passado", conta Marcos Khalil, dono da rede de lojas UZ Games.

Lançado em 4 de março de 2000 no Japão e em outubro do mesmo ano nos Estados Unidos, o PlayStation 2 carregava o nome do seu antecessor e que já tinha um nome estabelecido no mercado e games com marcas muito fortes como "Final Fantasy" e "Metal Gear Solid", games estes que dariam as caras no novo console.

A promessa de um poder gráfico que superaria tudo o que já foi visto nos jogos foi um dos pontos que a Sony acertou ao apresentar o aparelho. "Lembro de como fiquei impressionado com um vídeo que mostrava a dança de Squall e Rinoa, de 'Final Fantasy VIII' [do PSone] em tempo real com a tecnologia do PlayStation 2. Era a promessa de que, com ele, a qualidade gráfica das animações do PSone seria possível e até comum para os gráficos dos jogos. E isso parecia incrível demais para ser verdade", lembra Humberto Martinez, editor da "Revista Oficial PlayStation", que antes se chamava "Dicas & Truques para PlayStation", uma das primeiras revistas especializadas nos videogames da Sony no Brasil.

A publicação comemora 14 anos em fevereiro e, em março, será a revista de games com o maior número de edições no mercado, superando a antiga "Ação Games".

Embora os gráficos 3D do console já tivessem aparecido no PSone e no Nintendo 64, o nível de detalhes era muito maior e permitiu que jogos como "Grand Theft Auto III", "Metal Gear Solid 2", "Gran Turismo 3" e "Final Fantasy X" tivessem um visual à frente de qualquer outro jogo da época, ajudando na popularidade do PlayStation 2.

Outro fator determinante para o sucesso do aparelho foi que ele reproduzia filmes em DVD. Esta função, aliada ao preço do PS2 de US$ 300 no lançamento, o tornaram o tocador de DVD mais barato do mercado na época.

O fato de usar DVD como mídia para os jogos permitiu também que eles fossem maiores e melhores. Os vídeos dos games tinham uma melhor definição e não eram pixelados como os de jogos em CD-ROM. Títulos como "Gran Turismo" puderam ter centenas de carros e RPGs como "Final Fantasy" horas e horas de diálogos em áudio.

E é inegável que a polêmica série "Grand Theft Auto", da Rockstar, ajudou o videogame a ser um dos mais populares de todos os tempos. A prova disso é que os três títulos lançados para o PS2 estão entre os cinco jogos que mais venderam na história do aparelho. São eles, em ordem de lançamento, "Grand Theft Auto III", "Grand Theft Auto: Vice City" e "Grand Theft Auto: San Andreas".

Boas lembranças
O servidor público Alan Araújo, de 23 anos, lembra muito bem dos jogos do PlayStation 2 e diz que, apesar da geração atual de videogames - do PS3 e do Xbox 360 - muitos daqueles games ainda merecem atenção. Segundo Araújo, um destes jogos é "Final Fantasy X". “[Admirei] os gráficos incríveis para a época, o novo e dinâmico sistema de batalha, os personagens carismáticos, a história coesa e bem construída e a trilha sonora espetacular”, relembra. Além de “FFX”, que ele caracteriza como uma “experiência incrível, como várias outras que o PS2 me proporcionou”, Allan destaca os games “Metal Gear Solid 2 e 3” como outros favoritos.

Humberto Martinez, fã de jogos como "Silent Hill" e "Metal Gear Solid" diz que em sua lembrança estão pequenos detalhes dos jogos que só foram vistos com o poder gráfico inédito do PS2. Para ele, "Metal Gear Solid 3: Snake Eater", "Silent Hill 2" e "Grand Theft Auto: San Andreas" são os melhores do console.

"A chuva do início de 'Metal Gear Solid 2' deve ser umas das incríveis até hoje. Havia uma árvore em 'ICO' que era tão bem modelada e volumosa, que eu ficava um tempão debaixo dela para ver todos os seus ângulos e complexidade. A sensação de escala opressora ao passar ao lado de um colosso em 'Shadow of the Colossus'. Os passeios de bicicleta em 'GTA: San Andreas'. A mão no ombro no início de 'Fatal Frame 2'. É fácil perceber que um videogame foi incrível quando as suas lembranças mais legais estão relacionadas a ele."

Ele conta que o PlayStation 2 foi o principal console da história da revista "Dicas & Truques para PlayStation", justamente porque, no Brasil, PlayStation virou sinônimo de videogame. "O Play conseguiu dar uma sequência fabulosa para franquias famosas do console anterior, como 'Metal Gear Solid', 'Silent Hill' e 'Gran Turismo', ao mesmo tempo em que trouxe novas propriedades intelectuais como 'God of War' e 'ICO'. Nenhum jogador podia ficar imune a isso e a procura pela revista ficava cada vez mais intensa."

Marcos Khalil nem pensa duas vezes para responder: "O PlayStation 2 foi o aparelho que mais vendeu na rede". "Um amigo tinha ido ao Japão e pedi que ele trouxesse o videogame para vender aqui. Rapidamente, conversei com clientes e eles aceitaram comprar o aparelho, que vendi por um valor que hoje seria cerca de R$ 7 mil."

Ele conta que os jogos de futebol como "Winning Eleven", hoje conhecido como "Pro Evolution Soccer" estão entre os mais vendidos ao lado de "Street Fighter", "Tekken" e, claro, jogos da série "GTA". "Se eu colocar para vender qualquer jogo da série 'GTA', ele vende na hora até hoje".

Khalil, que diz até hoje jogar games de PlayStation 2 como "Disney Golf" e a série "Maximo", da Capcom, conta que não vende mais o videogame porque não quer frustrar clientes. "Existe a procura, principalmente das classes D e E. Mas se eu vender um PS2, o cliente pode se sentir lesado, já que não há mais jogos novos para o console".

Mas, aqueles que, por conta da nostalgia, quiserem comprar um PlayStation 2, podem dar uma garimpada em lojas de games ou em sites de leilões. Mas jogar o aparelho nas TVs de alta definição atuais não deixará o visual dos jogos tão belo quanto era no passado, já que o PS2 não era compatível com a alta definição.

Via G1

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tecnologia
Celulares Androids terão sensores de terremotos em nova tecnologia do Google

Mais Lidas

Polícia
Atendimentos da DEAM serão na Cepol neste fim de semana
Polícia
Enteada é assassinada a tiros pelo padrasto após discussão na capital
Política
Cresce a fila para a prefeitura
Geral
Fiems investe R$ 4,5 milhões em Sidrolândia Corguinho e Rochedo