Menu
Busca quinta, 02 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Tecnologia

Samsung e LG revelam TVs com telas de OLED curvas

09 janeiro 2013 - 10h48Divulgação

A sul-coreanas Samsung e LG revelaram na terça-feira (08) televisores com telas superfinas e curvadas, na expectativa de tornarem-se líderes iniciais de mercado na nova tecnologia de diodos orgânicos emissores de luz, chamada de OLED.

Considerada como o futuro das telas de aparelhos de consumo, a tecnologia OLED é mais eficiente no consumo de energia e oferece imagens com contraste maior que as telas de cristal líquido (LCD). Além disso, permite telas tão finas que os futuros aparelhos portáteis poderão se dobrar como papel.

Os painéis OLED usam um composto químico orgânico como um dos principais componentes. O composto emite luz quando é exposto a uma corrente elétrica.

Tanto a Samsung quanto a rival LG exibiram durante a Consumer Electronics Show (CES) de 2012 modelos de televisores com telas OLED de 55 polegadas. Mas neste ano as empresas avançaram a tecnologia, exibindo painéis curvados, que permitem que a distância entre o usuário e a tela seja a mesma de qualquer ângulo.

A LG, por enquanto a única empresa vendendo a tecnologia de próxima geração, assumiu a dianteira aceitando encomendas por TVs OLED há alguns dias. Os aparelhos não estarão disponíveis para entrega até fevereiro.

A Samsung informou que planeja lançar TVs OLED curvas e planas no primeiro semestre deste ano.

Por causa dos altos custos de produção, a TV OLED deve assumir uma fração do mercado global de televisores nos próximos dois a três anos. A LG está vendendo o modelo OLED de 55 polegadas por US$ 10.300.

Enquanto isso, a japonesa Panasonic revelou na CES deste ano um protótipo de tela OLED de 56 polegadas.

Via G1

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Mais Lidas

Polícia
Polícia do DF investiga se Homem Pateta tem clones no Brasil e no mundo
Geral
Consórcio Guaicurus na luta contra o Coronavírus
Política
Venezuela fará eleição para novo Parlamento em dezembro
Educação
MEC define protocolo sanitário para volta às aulas