Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Senar 18 10 21
Turismo

Ao menos 35 mil passageiros devem transitar pela rodoviária no período de Carnaval

04 março 2011 - 17h12
Durante as comemorações do Carnaval, muitas pessoas devem aproveitar os pontos facultativos decretado pelo poder público e algumas instituições para viajar, seja dentro ou fora do Estado. Segundo estimativa da coordenação da rodoviária de Campo Grande, de hoje (04) até quarta-feira (09), devem passar pelo terminal rodoviário 35.448 pessoas num total de 2.497 ônibus. Devem sair do município 19.123 pessoas e desembarcar em Campo Grande, 16.325. O pico de embarques deve ser nesta sexta-feira (04), quando 4.890 pessoas e 215 ônibus devem deixar o município. Já no sábado (05), 3.740 pessoas devem chegar à Capital. Os destinos mais procurados no Estado até o momento são Corumbá, Sidrolândia, Ponta Porã, Dourados, Camapuã, Naviraí e Bandeirantes. Já para fora de Mato Grosso do Sul a maior procura é para São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT) e Rio de Janeiro (RJ). Foliões A adolescente de 17 anos, Elizandra Souza Silva, já está com a passagem em mãos, mala pronta e autorização dos pais também. Ela vai passar o carnaval em Goiânia (GO) e aproveitar para visitar alguns parentes. Já os amigos Edgar Punsky, 21 anos e Thiago Uechi, 21 anos, vão para Paranaíba passar o carnaval no Carnaíba. Eles juntaram uma turma de 20 jovens e alugaram uma casa para passar os cinco dias de festa. Fonte: Midiamax
Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Turismo
Turismo terá novos incentivos em MS
Turismo
“Tivemos que remodelar o aeroporto de Bonito”, afirma Riedel sobre rota aérea inédita
Turismo
Cartilha pretende melhorar relação entre consumidores e empresas aéreas

Mais Lidas

Polícia
Homem pula o muro e flagra a ex-mulher com outro e transtornado agride ela e tranca os dois
Brasil
Vídeo: Homem se desespera ao ver que racha com os amigos acabou em morte
Geral
Com oito filhos, mãe anuncia gravidez de gêmeos e dispara: 'queremos mais'
Geral
Pastor embolsa R$ 30 milhões da Igreja Universal e foge