Menu
Busca quinta, 18 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Turismo

Nova rota da Asta contempla o turismo

21 maio 2011 - 19h25Mariana Chiquetto

A partir de segunda-feira (23), a Asta (América do Sul Transporte Aéreo) oferecerá voos cinco vezes por semana interligando as cidades de Cuiabá, Corumbá, Bonito e Campo Grande, operando a partir do aeroporto de Cuiabá. Principal portal de entrada para o turismo de natureza na região Centro-oeste, o aeroporto de Cuiabá recebeu, no ano passado, 1,6 milhão de passageiros – um público que agora terá opções quase diárias de voos para importantes destinos turísticos da região.

A diretora-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Nilde Brun, considera positiva a implantação da nova rota aérea no Estado, tanto para o turismo quanto para a economia. “A nova rota vai atender importantes cidades turísticas e proporcionar um fluxo maior de turistas para o Estado. Vai beneficiar o consumidor, a economia e o turismo”, garantiu.

O secretário de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito, Augusto Barbosa Mariano, lembra que o município é um dos mais importantes destinos de ecoturismo do Brasil e ressalta que a Asta vem contribuir para a regularidade de voos, “contemplando turistas do Brasil e do exterior”. De acordo com Mariano, é que os voos da Asta também facilitarão na captação de eventos, principalmente em baixa temporada. “Muitas empresas interessadas em sediar um evento em Bonito querem a facilidade de voos diretos. Agora teremos mais esta vantagem para oferecer”, pontua.

O gerente do aeroporto de Bonito, Hubert Pinheiro Filgueiras, diz que há tempos a administração buscava uma alternativa para que a cidade recebesse voos com maior regularidade. “Muitos passageiros que seguiam a Campo Grande, por exemplo, acabavam tendo que ir por via terrestre. A operação da Asta será muito favorável ao turismo local”, avalia.

Voo panorâmico

“Seja um passageiro motivado pelo turismo ou em viagem de negócios, quem embarca nessa rota desfruta de um verdadeiro voo panorâmico sobre o Pantanal, e isso atraiu bastante o interesse das operadoras de turismo, que podem oferecer essa oportunidade aos seus clientes”, ressalta o diretor-superintendente, Luis Roberto Silva.

A estratégia da Asta, segundo Silva, é ser uma empresa aérea de baixa demanda nas regiões da floresta Amazônica e Pantanal, conectando cidades de médio porte e elevado crescimento econômico, com capitais do Centro-Oeste e Norte do Brasil. Para isso, utiliza aeronaves C-208B - Grand Caravan Cessna (novas, entregues de fábrica à companhia) com capacidade para transportar nove passageiros.

Serviço

As passagens para a nova rota da Asta podem ser adquiridas pelo site www.voeasta.com.br ao preço promocional de R$ 179, para qualquer trecho (Campo Grande-Bonito, Campo Grande-Corumbá, Cuiabá-Corumbá e Cuiabá-Bonito). Há voos segundas, terças, quartas, sextas e sábados.

Sobre a Asta

A companhia opera com voos diários de Cuiabá com destino a Juara, Juína, Aripuanã e Lucas do Rio Verde e aguarda autorização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para iniciar suas operações no pólo regional de Sinop. Originária de uma empresa de táxi aéreo há mais de 20 anos no mercado de aviação – a América do Sul Táxi Aéreo -, a Asta vem alcançando em suas rotas comerciais de baixa demanda um nível de ocupação acima de 70%, acompanhando o ritmo nacional das companhias aéreas.

A empresa opera há 16 anos nos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, onde sua unidade de carga, Logos Express, atende mais de 200 municípios dos dois Estados com serviço overnight.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Turismo
Ministro quer reduzir preço de passagens aéreas

Mais Lidas

Polícia
Esposa foge com pastor levando dinheiro e carro do marido
Polícia
Vídeo mostra momento que major é assassinado
Geral
Vídeo - Em encontro sustentável, secretário de Marquinhos cai de patinete
Polícia
Mãe de Kauan pode perder guarda de mais dois filhos