Menu
Menu
Busca terça, 16 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Justiça

Caso Playboy da Mansão: juiz autoriza Jamilzinho ser julgado por videoconferência

Juiz Aluizio Pereira dos Santos, deferiu pedido e impôs condições para evitar futuras arguições de nulidade

19 junho 2024 - 12h55Vinícius Santos     atualizado em 19/06/2024 às 14h01
Melhores do Mundo - Jul24

Jamil Name Filho, o "Jamilzinho", será julgado por videoconferência após a autorização do Juiz Aluizio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. O julgamento está marcado para os dias 16 a 20 de setembro de 2024, durante o período das 8h às 17h (horário de MS). Jamilzinho está detido na Penitenciária Federal de Mossoró/RN, e é acusado da execução do empresário Marcel Hernandes Colombo, o "Playboy da Mansão", morto a tiros em outubro de 2018, em Campo Grande.

O juiz considerou o pedido "inusitado" e "desafiador de reflexões de ordem constitucional", mas autorizou a participação de Jamilzinho de forma remota no julgamento. O magistrado também ponderou que o pedido se encaixa com o direito constitucional de não exposição pública do réu e evita constrangimentos em conexões de aeroportos, algemado, entre outros.

O pedido também foi analisado sob a perspectiva da cena "aviltante" em que um ex-governador do Rio de Janeiro, Cabral, foi exibido algemado e acorrentado, revelando "manifesta fragilidade de um Estado" que profana sua potestade pública. Além disso, o baixo custo do pedido se afina com os princípios gerais da Administração Pública, artigo 37 da CF, como o da economicidade.

O pedido também segue as normas do Presídio Federal, que preconizam o deslocamento de presos custodiados no sistema penitenciário federal para a realização de atos judiciais ou extrajudiciais, extramuros, apenas em casos extremos. Portanto, Jamilzinho tem direito a acompanhar por videoconferência seu julgamento.

Conforme a decisão, esse direito é relativo e deve ser contemporizado com o direito da Justiça de evitar futuras arguições de nulidade caso hajam interrupções na videoconferência. O juiz aprovou o pedido, mas condicionado a juntar nos autos, em até três dias, uma declaração subscrita de punho pelo acusado, concordando que, em caso de interrupções na videoconferência durante a audiência das testemunhas e nos debates, a sessão poderá seguir normalmente até que se restabeleça o sinal ou chegue ao fim.

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) foi contra o pedido. Além de Jamilzinho, também serão julgados o ex-guarda civil metropolitano Rafael Antunes Vieira e o policial federal aposentado Everaldo Monteiro de Assis, conhecido como "Jabá". 

Por consequência, o co-acusado Marcelo Rios também será julgado por videoconferência, pois está detido no mesmo presídio federal que Jamilzinho, em Mossoró. O julgamento está agendado para os dias 16, 17, 18 e 19 de setembro deste ano, no fórum de Campo Grande.

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro
Melhores do Mundo - Jul24
Digix - Julho24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Execução em Campo Grande - Foto: Reprodução
Justiça
TJ nega recurso para anular investigação de dupla execução em Campo Grande
Vereador Chicão, do PSDB em Caarapó -
Justiça
Justiça eleitoral condena vereador por propaganda antecipada em MS
Desembargadores - Carlos Eduardo Contar e Sideni Soncini Pimentel
Justiça
Novo presidente e vice-presidente do TRE-MS são empossados
Justiça condena Consórcio Guaicurus a pagar R$ 10 mil à família de idosa que caiu em ônibus
Cidade
Justiça condena Consórcio Guaicurus a pagar R$ 10 mil à família de idosa que caiu em ônibus
Divulgação - TJMS
Justiça
Adolescentes em medida socioeducativa visitam Bioparque Pantanal
Marly Norimi é secretária de Planejamento e Finanças
Justiça
Secretária 'mete o louco' e usa namorado para dar golpe do seguro em Porto Murtinho
Governo federal libera R$ 137,6 milhões para combater incêndios no Pantanal
Justiça
Governo federal libera R$ 137,6 milhões para combater incêndios no Pantanal
Nego Di
Brasil
Influenciador Nego Di é preso por golpe de R$ 5 milhões
Motoristas de App podem ser banidos por atos graves, mas têm direito à defesa, diz STJ
Justiça
Motoristas de App podem ser banidos por atos graves, mas têm direito à defesa, diz STJ
Foto: TJMS
Justiça
Justiça Itinerante: Confira os bairros que terão os serviços nesta semana

Mais Lidas

Casa da Mulher Brasileira, a Deam
Polícia
Miojinho? Homem surta após 'g0zAr rápido' durante swing com esposa e amigos no Colúmbia
Próximos dias serão quentes
Clima
Até logo, frio! Temperaturas voltam a subir e Capital deve registrar 30ºC esta semana
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Polícia
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Influencer e policial 'mais sexy do México', gravam vídeo pornô em metrô
Geral
Influencer e policial 'mais sexy do México', gravam vídeo pornô em metrô