Menu
Busca sexta, 18 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Prefeitura prepara adesão ao programa que qualifica fornecedores

A consultoria tem a duração de dez meses focada na redução de custos de produção para as empresas

11 dezembro 2018 - 08h58Da Redação com Assessoria

A Prefeitura de Campo Grande, por intermédio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia (Sedesc), está preparando adesão ao Programa de Qualificação de Fornecedores (PQF), desenvolvido pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL), vinculado à Fiems. A consultoria para qualificação de fornecedores através do PQF dura 10 meses. Após esse período, as empresas ganham competitividade, pois há redução dos custos de produção e eficiência no fornecimento, entre outras vantagens.

Essa decisão foi tomada em reunião realizada entre a Sedesc e o IEL, ocasião em que o programa foi apresentado para início do alinhamento visando estabelecer as bases da parceria. O IEL trouxe a proposta que está sendo avaliada para apresentação ao prefeito Marquinhos Trad ainda este ano.

“Há dez anos o PQF atua em Mato Grosso do Sul para desenvolver as pequenas empresas e as capacitar para atender de forma adequada as grandes indústrias e órgãos públicos. Nesse período trabalhamos em Três Lagoas e Ribas do Rio Pardo e é o momento oportuno de Campo Grande começar a desenvolver nessa área também”, destacou o superintendente do IEL, José Fernando Amaral.

A equipe do IEL foi recepcionada pela secretária-adjunta da Sedesc, Mara Bethânia Bastos Gurgel de Menezes, que reafirmou a importância de focar as metas de gestão do prefeito Marquinhos Trad.  “Tivemos uma reunião muito produtiva e as propostas vão ao encontro do que estamos buscando para os próximos dois anos de gestão”, afirmou a secretária-adjunta.

Hugo Bittar, coordenador-executivo do PQF, explicou como o programa é desenvolvido, destacando a participação das âncoras e fornecedores e os resultados para cada participante. “A Prefeitura de Campo Grande será uma âncora importante para fomentar o crescimento das empresas já instaladas aqui e essencial para o desenvolvimento econômico”, pontuou.

Dieter Dreyer, superintendente de Indústria e Comércio da Sedesc explica a participação da Prefeitura como âncora no programa.  “Âncoras são empresas ou instituições que viabilizam a realização do projeto. Como âncora, a prefeitura vai poder avaliar o andamento da qualificação dos fornecedores e indicar fornecedores para participar desse processo de qualificação. A taxa de adesão da Prefeitura serve para sustentar esse trabalho de qualificação de fornecedores. As empresas que participam são empresas grandes, tipo Fibria (maior produtora mundial de celulose de eucalipto), Bemis (fornecedor global de embalagens) e Sitrel (siderúrgica)”, afirmou o superintendente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Longen anuncia recursos para fomentar economia do MS
Economia
IRPF: 330 mil contribuintes receberão cartas da Receita Federal
Economia
Cartão PNAE é lançado para escolas públicas comprarem merenda
Economia
Com pré-sal e Lei Kandir, Reinaldo quer potencializar investimentos
Economia
MS acumula US$ 2,2 bilhões em balança comercial de janeiro a setembro
Economia
Receita paga nesta terça-feira restituições do 5º lote do IR 2019
Economia
Governo confirma desbloqueio extra de R$7,3 bi no orçamento
Economia
Vagas temporárias de emprego para o Natal terão maior oferta dos últimos seis anos
Economia
Caixa "rouba" 7 bilhões ao ano para cuidar de FGTS, denuncia Maia
Economia
Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 30 mi nesta segunda-feira
As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa

Mais Lidas

Polícia
Assalto em aeroporto leva pânico a passageiros e deixa dois seguranças baleados
Geral
Condutora bate carro no muro do Detran em exame para tirar a CNH
Justiça
Name já driblou a Justiça alegando problemas de saúde
Brasil
Vídeo - Câmeras mostram funcionário quebrando coluna de prédio antes de desabar