Menu
Menu
Busca segunda, 24 de junho de 2024
UEMS Pantanal Tech - Jun24
Justiça

Justiça bloqueia bens de 19 pessoas e 9 empresas na operação Tromper; veja lista

Maior valor da listagem é R$ 12,562,281.18, e o menor R$ 36,800.00 no escândalo em Sidrolândia

11 junho 2024 - 12h02Vinícius Santos     atualizado em 11/06/2024 às 12h29

A Justiça deferiu uma ação de sequestro de bens movida pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) contra um grupo investigado na "Operação Tromper", que apura um desvio milionário de verbas públicas da Prefeitura de Sidrolândia. O objetivo é bloquear mais de R$ 103 milhões, seja em bens ou valores em contas bancárias.

A medida atinge 19 pessoas físicas e nove empresas supostamente envolvidas no esquema, conforme acusação do MPMS. Entre os implicados está o vereador licenciado de Campo Grande, Claudio Jordão de Almeida Serra Filho, o "Claudinho Serra", apontado como o principal articulador das fraudes na prefeitura. A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo, é sogra de "Claudinho Serra".

No entanto, os valores encontrados nas contas dos investigados podem surpreender. Por exemplo, na conta de Claudio Jordão de Almeida Serra Filho, apenas R$ 410,62 foram localizados, apesar do bloqueio de R$ 12.562.281,18 determinado pela Justiça. Situação semelhante ocorreu com outros envolvidos, como Carmo Name Júnior, com apenas R$ 35,82 encontrados de uma ordem judicial de R$ 12.386.831,18.

Roberta de Souza, que trabalhava como chefe na secretaria de Fazenda da prefeitura de Sidrolândia, teve apenas R$ 1.485,80 bloqueados de um total de R$ 532.735,60. A empresária Fernanda Regina Saltareli, acusada de fraudar licitações, teve R$ 3.403.682,71 bloqueados, enquanto Rafael Soares Rodrigues, que atuava na Secretaria Municipal de Educação, teve R$ 65,84 bloqueados de uma ordem de R$ 82.312,50.

A decisão judicial determinou o bloqueio de diversos valores e bens, abrangendo tanto pessoas físicas quanto jurídicas envolvidas no caso. Segundo o MPMS, existe uma organização criminosa dedicada a fraudes em licitações e contratos administrativos com a Prefeitura Municipal de Sidrolândia, incluindo o pagamento de propina a agentes públicos municipais. O pedido do MPMS acontece objetivando garantir o ressarcimento ao erário municipal, em caso de eventual sentença penal condenatória pelos crimes de corrupção.

Clique aqui para ver a lista completa dos nomes e valores.

 

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ex-guarda civil municipal Marcelo Rios -
Justiça
Marcelo Rios insiste em julgamento presencial no caso Playboy da Mansão
Charles foi indiciado por homicídio contra Michelli e tentativa de homicídio contra amigos
Cidade
Juiz desconsidera laudo e condena motorista a 21 anos de prisão por morte na Capital
Conselheiro Jerson Domingos -
Justiça
Jerson Domingos quer que processo sobre Omertà fique em MS
Ex-servidor do setor de Compras e Licitações de Sidrolândia, Tiago Basso -
Interior
JD1TV: Confira um dos depoimentos da delação em Sidrolândia
Oi S/A -
Justiça
Recurso do MP pede devolução em dobro de ICMS cobrado indevidamente pela Oi em MS
Local periciado
Cidade
MP recorre contra absolvição de 'Xande' acusado de matar adolescente em Campo Grande
Estado deve pagar R$ 108 mil à família de PM morto por covid-19 em MS
Justiça
Estado deve pagar R$ 108 mil à família de PM morto por covid-19 em MS
Ex-major Sergio Roberto de Carvalho
Justiça
TJ nega recurso e mantém absolvição de integrantes do grupo 'Major Carvalho'
AO VIVO: STF retorna julgamento sobre a descriminalização do porte de maconha
Justiça
AO VIVO: STF retorna julgamento sobre a descriminalização do porte de maconha
Dívidas com a Justiça poderão ser pagas de forma parcelada no crédito em MS
Justiça
Dívidas com a Justiça poderão ser pagas de forma parcelada no crédito em MS

Mais Lidas

Cabo Almir e Sargento Santos do 10° Batalhão da Polícia Militar
Polícia
Policial morto estaria envolvido em esquema de tráfico e roubo junto com o sargento
Moradora de Ponta Porã morre ao ter AVC aos 37 anos
Polícia
Moradora de Ponta Porã morre ao ter AVC aos 37 anos
Cabo Almir e Sargento Santos do 10° Batalhão da Polícia Militar
Polícia
Policiais militares escoltavam caminhão roubado com drogas em Campo Grande
Cantor Diogo Nogueira
Cultura
MS Ao Vivo: Diogo Nogueira fará show gratuito na Capital no dia 14 de julho