Menu
Menu
Busca terça, 23 de julho de 2024
TJMS Jul24
Clima

El Ninõ chega ao fim, e La Ninã pode se formar até setembro, apontam pesquisadores

Fênomeno é marcado por chuvas acima da média em áreas das regiões Norte e Nordeste, e abaixo da média nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Su

13 junho 2024 - 18h11Pedro Molina

Um boletim do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) revelou que o fenômeno El Niño, conhecido pelo aquecimento anormal das águas do Pacífico equatorial, chegou ao fim, mas aponta que existe uma possível formação do La Niña ainda no segundo semestre deste ano.

Segundo o documento, o El Niño teve como efeitos um aumento da seca nas regiões Norte e Nordeste e da chuva na Região Sul, com os principais efeitos sendo as enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul em setembro e novembro do ano passado e em maio deste ano.

“O atual padrão observado das condições de temperatura da superfície do mar do Oceano Pacífico indica valores próximos da média climática, ou seja, descaracteriza o El Niño e sinaliza condições de neutralidade”, detalhou o documento.

O boletim, feito em parceria do Inmet com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) e o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastre (Cenad), aponta que as condições de neutralidade não devem durar muito.

Projeções estendidas do Instituto Internacional de Pesquisa sobre Clima e Sociedade, da NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA), existe uma possibilidade de 69% da formação do La Niña até setembro deste ano.

No Brasil, os efeitos desse fenômeno são tendências de chuvas acima da média em áreas das regiões Norte e Nordeste, e abaixo da média nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

 

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Céu azul, sem nuvens, indicam forte calor
Clima
Umidade segue castigando e terça-feira terá máximas de 36°C em MS
Frio? Que nada, Campo Grande amanhece com muito sol
Clima
Calor mantém intensidade e umidade 'judia' de MS nesta segunda-feira
Sol já deu suas caras logo nas primeiras horas da manhã
Clima
Domingo deve ser quente, com muito sol e ar seco em Mato Grosso do Sul
Sabadão será com muito sol e calor em Mato Grosso do Sul
Clima
Sabadão será com muito sol e calor em Mato Grosso do Sul
Sol já deu suas caras logo nas primeiras horas da manhã
Clima
Com tempo seco, sexta-feira promete ser de calorão em MS
Mais um dia de sol forte e céu azul em Campo Grande
Clima
Clima fica seco e temperaturas passam dos 30°C nesta quinta-feira em MS
Sol raiou em Campo Grande
Clima
Máximas voltam a ficar altas nesta quarta após período de frio intenso em MS
Tempo segue estável em Campo Grande
Clima
Calor de volta? Friozinho começa a dar tchau nesta terça-feira em MS
Próximos dias serão quentes
Clima
Até logo, frio! Temperaturas voltam a subir e Capital deve registrar 30ºC esta semana
Foto: Sarah Chaves/JD1
Clima
Mato Grosso do Sul teve mínima de 7°C na madrugada desta segunda-feira (15)

Mais Lidas

Sala de atendimento da DEPCA
Polícia
Adolescente é esfaqueado pela mãe e fica com as vísceras expostas na Capital
Kauã morreu horas após dar entrada no hospital
Polícia
Adolescente esfaqueado pela própria mãe morre em hospital de Campo Grande
Aeroportos, como o de Madri, na Espanha, foram os locais mais afetados com o apagão
Geral
Apagão cibernético 'para o mundo' e deixa bancos, aeroportos e serviços inoperantes
Joe Biden
Internacional
Joe Biden desiste da campanha à reeleição