Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Economia

Crescimento do setor sucroenergético atrai fornecedores

09 novembro 2011 - 09h29Divulgação

Um dos destaques da 5ª edição do Canasul – Congresso da Cana de Mato Grosso do Sul -, que este ano acontece em Dourados, é a ampla perspectiva de preparação de mão de obra que se abre para o setor sucroenergético com a expansão da atividade no Estado. A modernidade tecnológica que as indústrias apresentam também chega à capacitação de trabalhadores. Em visita ao evento na noite de terça-feira (8), o governador André Puccinelli conheceu a moderna Microdestilaria Didática de Etanol do Senai, que vai servir aos cursos nos níveis de Aprendizagem, formação Técnica e de Qualificação para a indústria da cana-de-açúcar, que já conta com 22 usinas em operação no Estado e perspectiva de ativação de novos empreendimentos.

O moderno equipamento foi desenvolvido pelo Centro de Inovação Tecnológica – unidade do Senai de Alagoas - e Mato Grosso do Sul foi o primeiro a adquirir, no início deste ano, seguido pelos Estados do Paraná, Minas Gerais e Goiás. Segundo o químico Maithon Mareco Rocha, instrutor do Senai, a pequena unidade reproduz fielmente uma usina de álcool, em escala dois milhões de vezes menor. Entre os futuros profissionais que vão se beneficiar de formação prática com o uso do equipamento, estão jovens inseridos no Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), no qual o governo de Mato Grosso do Sul é parceiro do Instituto Federal de Educação e Sistema S. Nesse programa, o Senai é o que mais oferecerá vagas no Estado - são 9.400 em 83 cursos gratuitos.

"É um equipamento que deve ser muito utilizado, por exemplo, no curso Técnico de Açúcar e Álcool, ou Operador Industrial de Usina", explicou Mareco. "Vai ser elaborado um amplo Plano de Aulas para maximizar o uso junto ao maior número possível de alunos", completou o técnico em açúcar e álcool e também instrutor Patriqui Giordani.

De acordo com os representantes do Senai que fazem a demonstração no Canasul, a microdestilaria pode produzir 8 litros de álcool/dia, reproduzindo o processo industrial real de uma usina. Com investimento de cerca de R$ 1,1 milhão (custo instalado), o equipamento vai ficar na unidade do Senai em Dourados. Segundo os técnicos, a instalação requer lugar especialmente preparado, e inclui um laboratório anexo e ponto de captação de resíduos.

Mais empresas

Assim como a modernização da formação profissional, o crescimento do setor sucroenergético em Mato Grosso do Sul fomenta a atração de outras empresas. Na visita ao Canasul, o governador se reuniu com empresários do interior de São Paulo que não são produtores de açúcar e álcool, ma fornecedores que enxergam na expansão das usinas a oportunidade de também marcar presença no desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. "São empresas que se interessaram porque viram o grande mercado que existe aqui", afirmou o presidente da Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul), Roberto Hollanda Filho.

Participando do Congresso Canasul 2011, ao menos cinco empresas paulistas manifestaram diretamente ao governador André Puccinelli a disposição de investir no Estado. "Nossa política de incentivar a atração está mantida, não só para as usinas, mas as indústrias em geral", afirmou André Puccinelli após a reunião. Avaliando de forma positiva o encontro com consultores e empresários, o governador afirmou que do grupo que participou da reunião, "a probabilidade de instalação é de mais cinco empresas, sendo duas com certeza". Os negócios que são considerados praticamente garantidos são a Metalúrgica Brumazi e a Megh Ceras e Emulsões – sendo que esta última já entregou nas mãos de André e do prefeito Murilo Zauith cartas de intenção de se instalar em Dourados.

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Novo Toque de Recolher muda funcionamento dos shoppings de CG
Economia
Valor do leite sofre reajuste de 18% em MS durante a pandemia
Economia
230 mil empresários receberam indevidamente o auxílio de R$600, aponta TCU
Economia
Junho tem o maior volume de vendas do ano, diz Receita Federal
Economia
BNDES disponibiliza R$5 bi para micro, pequenas e médias empresas
Economia
Fiems e Banco do Brasil anunciam linha de crédito emergencial para empresários
Economia
Procon encontra variações de até 897% nos preços de produtos de inverno
Economia
Produção de petróleo em maio caiu devido pandemia
Economia
AO VIVO - Entidades orientam empresário a obter empréstimos de emergência
Economia
Crédito emergencial para empresas será anunciado nesta quarta

Mais Lidas

Saúde
Menino de 10 anos ajuda mãe dar luz a irmão no banheiro de casa
Saúde
Saiba onde terá pediatra ou clínico geral atendendo nesta sexta
Educação
Inscrições para o Sisu terminam hoje
Geral
Funtrab tem vaga para açougueiro, caseiro, marceneiro e outras