Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Economia

FCO libera $ 146,1 milhões para empreendimentos em MS

As áreas de suinocultura e avicultura juntas somaram mais da metade do crédito disponibilizado para novos empreendimentos

28 maio 2020 - 14h53Sarah Chaves, com informações da assessoria

Os empreendedores de Mato Grosso do Sul, terão mais de R$ 146,1 milhões do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO)  aprovados na 5ª reunião ordinária do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO (CEIF), realizada na terça-feira (26), na  Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Ao todo 30 municípios do Estado serão beneficiados com 75 projetos aprovados do FCO Rural que totalizam R$ 115,3 milhões. O destaque vai para as áreas de suinocultura e avicultura que, juntas, somaram R$ 53,2 milhões em solicitações de crédito para novos empreendimentos.

Para a suinocultura, foram aprovados 7 projetos que totalizam R$ 8,3 milhões, beneficiando os municípios de Dourados, Gloria de Dourados e Bataguassu.

Na avicultura, foram aprovados mais 7 projetos, que somam R$ 44,9 milhões e vão beneficiar os municípios de Itaquirai, Dourados, Juti e Aparecida do Taboado. “A suinocultura e a avicultura são cadeias produtivas que tiveram um baixo impacto direto em relação a demanda durante a Covid-19 e continuam crescendo. O Estado tem priorizado, dentro de um processo de retomada, essas cadeias produtivas, que são relevantes e seguem com investimentos importantes para a geração de emprego no Estado”, afirma secretário Jaime Verruck, da Semagro e presidente do CEIF.

Pelo FCO Empresarial foram deliberados R$ 30,8 milhões, num total de 17 Projetos, sendo beneficiados 15 municípios do Estado. O destaque neste segmento vai para Anaurilândia, com projeto de Implantação de Indústria de Fecularia de Mandioca.

O baixo ritmo das contratações do FCO Empresarial é uma consequência direta da Covid-19 no setor e um dos principais questionamentos dos conselheiros do FCO na 5ª Reunião do CEIF, e foi o motivo pelo qual, até este momento, a linha emergencial já aprovada ainda não estar disponível, situação não esclarecida pelo Banco do Brasil.

“Nós estamos extremamente preocupados porque muitos empresários estão dependendo dessa linha e cada dia mais a demora significa falência de negócios pela não disponibilidade e até o momento o banco não conseguiu fazer um acerto em seus sistemas e nem dar uma data para que isso aconteça”, cobrou o secretário Jaime Verruck.

O titular da Semagro também reforçou aos empresários a possibilidade de prorrogação do pagamento das parcelas de seus financiamentos. “Sobre as prorrogações seguimos orientando para que os empresários que ainda não pediram, façam a prorrogação de suas parcelas. Nesta questão o banco ainda não conseguiu dar uma resposta, mas disseram que nos próximos dias devem se manifestar sobre um prazo para esta demanda”, finalizou o secretário.

 

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Novo Toque de Recolher muda funcionamento dos shoppings de CG
Economia
Valor do leite sofre reajuste de 18% em MS durante a pandemia
Economia
230 mil empresários receberam indevidamente o auxílio de R$600, aponta TCU
Economia
Junho tem o maior volume de vendas do ano, diz Receita Federal
Economia
BNDES disponibiliza R$5 bi para micro, pequenas e médias empresas
Economia
Fiems e Banco do Brasil anunciam linha de crédito emergencial para empresários
Economia
Procon encontra variações de até 897% nos preços de produtos de inverno
Economia
Produção de petróleo em maio caiu devido pandemia
Economia
AO VIVO - Entidades orientam empresário a obter empréstimos de emergência
Economia
Crédito emergencial para empresas será anunciado nesta quarta

Mais Lidas

Saúde
China alerta para nova pneumonia mais mortal que a covid-19
Geral
Bolivianos bloqueiam fronteira e reivindicam ativação de hospital
Opinião
A Previdência Social
Polícia
Vídeo: Guarda interrompe mais uma “festinha” na capital