Menu
Menu
Busca terça, 23 de julho de 2024
TJMS Jul24
Economia

Projeção da CNC estima que turismo cresça 2,7% em 2024

O volume de receitas do setor de serviços também avançou 0,5%

18 junho 2024 - 13h13Sarah Chaves

As projeções da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) para 2024 estima aumento de 2,2% nos serviços e de 2,7% no turismo.

Conforme a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em abril deste ano, o volume de receitas do setor de serviços avançou 0,5% em relação ao mês anterior

Comparado com abril do ano anterior, o aumento de 5,6% foi o maior desde 2021 (quando a alta foi de 20,1%), ampliando o volume de receitas do setor de serviços para 21,3% acima do nível pré-pandemia.

Atividades ligadas ao transporte, especialmente o aéreo, impulsionaram o crescimento, com uma receita real das empresas de transporte aéreo subindo 18,2% em abril. A queda significativa dos preços das passagens aéreas, que acumularam retração de 39,5% nos primeiros quatro meses do ano, contribuiu para essa alta.

O recuo no preço das passagens aéreas também favoreceu o Índice de Atividade Turística, que subiu 2,3% em relação a março, o segundo avanço consecutivo e uma alta de 4,5% em comparação ao mesmo mês de 2023. Atualmente, o nível de atividade do turismo brasileiro está 4,7% acima do nível pré-pandemia.

No acumulado de 12 meses até abril, a inflação de serviços ficou em 4,6%, acima do IPCA geral, que é de 3,7%, mas mostra uma desaceleração comparada aos 7,5% observados até abril de 2023. “A tendência de flexibilização da política monetária e a trajetória declinante dos juros contribuem para revisões positivas das expectativas de crescimento para 2024”, afirma o presidente da CNC, José Roberto Tadros. “No entanto, é importante destacar que o cenário ainda é marcado por incertezas, principalmente no que diz respeito à trajetória da taxa Selic. Com a manutenção de um ambiente macroeconômico estável e favorável ao investimento, o setor de serviços pode continuar crescendo e contribuindo para a retomada da economia brasileira”, acrescenta Tadros.

 

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS teve aumento de 55% nos abates bovinos em 2024, aponta Novilho Precoce
Economia
MS teve aumento de 55% nos abates bovinos em 2024, aponta Novilho Precoce
Novo Bolsa Família
Economia
Beneficiários do NIS final 4 recebem parcela do Bolsa Família nesta terça
Banco Central faz ajustes para aperfeiçoar segurança do Pix
Economia
Banco Central anuncia ajustes para aperfeiçoar segurança do Pix
Foto: Denise Luna/Estadão
Economia
Intenção de consumo das famílias cresce em julho na Capital
Novo Bolsa Família
Economia
Bolsa Família é paga para beneficiários do NIS final 3 nesta segunda
Ministério da Fazenda
Economia
Orçamento de 2024: congelamento de R$ 15 bi será oficializado nesta segunda
Após suspeitas, Ministério da Agricultura descarta novos casos de doença aviária no RS
Economia
Após suspeitas, Ministério da Agricultura descarta novos casos de doença aviária no RS
País suspendeu exportações de carnes de aves e seus produtos
Economia
Brasil suspende exportações de carne de aves após foco de doença no RS
Novo Bolsa Família do Governo Federal
Economia
Parcela do Bolsa Família é paga para beneficiários do NIS final 2 nesta sexta
Exportações da indústria alcançam US$ 584,2 milhões em junho em MS
Economia
Exportações da indústria alcançam US$ 584,2 milhões em junho em MS

Mais Lidas

Sala de atendimento da DEPCA
Polícia
Adolescente é esfaqueado pela mãe e fica com as vísceras expostas na Capital
Kauã morreu horas após dar entrada no hospital
Polícia
Adolescente esfaqueado pela própria mãe morre em hospital de Campo Grande
Aeroportos, como o de Madri, na Espanha, foram os locais mais afetados com o apagão
Geral
Apagão cibernético 'para o mundo' e deixa bancos, aeroportos e serviços inoperantes
Joe Biden
Internacional
Joe Biden desiste da campanha à reeleição