Menu
Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Justiça

Extorsão a empresário termina em condenação de auditor e contador em MS

Carlos Alberto Magalhães e Edson Benício Balieiro foram condenados por atos de improbidade administrativa cometidos em 2007

14 junho 2024 - 08h00Vinícius Santos

A 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos condenou o auditor fiscal da Receita Estadual de Mato Grosso do Sul, Carlos Alberto Magalhães, de 68 anos, e o contador Edson Benício Balieiro, de 44 anos, por atos de improbidade administrativa cometidos em 2007. A ação foi movida pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS).

Os réus foram acusados de exigir o pagamento de R$ 25.000,00 de um empresário, sob a ameaça de cobrar uma dívida fiscal de R$ 200.000,00. O caso envolveu uma série de extorsões e pagamentos indevidos, incluindo a entrega de cheques e valores em espécie.

Detalhes do Caso - Em novembro de 2006, o empresário solicitou à Secretaria de Fazenda de Mato Grosso do Sul a cessação do uso de equipamento de cupom fiscal. O procedimento foi encaminhado para Carlos Alberto Magalhães, que lavrou uma multa de R$ 16.741,06 em março de 2007, alegando irregularidades na empresa do empresário.

Em maio de 2007, o contador Edson Benício Balieiro informou ao empresário que Carlos Alberto Magalhães estava exigindo o pagamento de R$ 200.000,00. Após negociações, o valor foi reduzido para R$ 25.000,00, que o empresário pagou com um cheque nominal ao contador.

Reincidência e Prisão em Flagrante - Mesmo após o pagamento, em agosto de 2008, Carlos Alberto Magalhães, agora com a colaboração de um novo contador, exigiu um novo pagamento de R$ 80.000,00, reduzido posteriormente para R$ 45.000,00. A polícia monitorou a ação, resultando na prisão em flagrante de Carlos Fernando Alves de Souza e, subsequentemente, de Carlos Alberto Magalhães.

Sentença - O juiz Ariovaldo Nantes Corrêa determinou a condenação dos envolvidos. Carlos Alberto Magalhães foi sentenciado à perda do valor indevido de R$ 25.000,00, perda de função pública, suspensão dos direitos políticos por 10 anos, pagamento de multa civil e proibição de receber benefícios fiscais por 10 anos.

Edson Benício Balieiro recebeu penas de suspensão dos direitos políticos por 10 anos, pagamento de multa civil (R$ 25.000,00) e proibição de receber benefícios fiscais por 10 anos.

Ambos foram condenados a arcar com as custas processuais. Os valores das multas serão revertidos para fundos destinados à proteção ou reconstituição de bens lesados da administração pública estadual. Atualmente aposentado, Carlos Alberto Magalhães recebe uma remuneração de R$ 27.471,27 da Agência de Previdência Social de Mato Grosso do Sul (AGEPREV).

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro
Digix - Julho24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Conselheiro Jerson Domingos -
Justiça
Ação penal da Operação Omertà contra Jerson Domingos vai ao STJ
Conciliação de precatórios do TJMS gera R$ 2,1 milhões em acordos
Justiça
Conciliação de precatórios do TJMS gera R$ 2,1 milhões em acordos
TJMS lança ferramenta on-line para evitar judicialização na saúde
Saúde
TJMS lança ferramenta on-line para evitar judicialização na saúde
Ex-guarda civil municipal Marcelo Rios -
Justiça
Marcelo Rios recorre ao TJMS para julgamento presencial no caso Playboy da Mansão
Execução em Campo Grande - Foto: Reprodução
Justiça
TJ nega recurso para anular investigação de dupla execução em Campo Grande
Vereador Chicão, do PSDB em Caarapó -
Justiça
Justiça eleitoral condena vereador por propaganda antecipada em MS
Desembargadores - Carlos Eduardo Contar e Sideni Soncini Pimentel
Justiça
Novo presidente e vice-presidente do TRE-MS são empossados
Justiça condena Consórcio Guaicurus a pagar R$ 10 mil à família de idosa que caiu em ônibus
Cidade
Justiça condena Consórcio Guaicurus a pagar R$ 10 mil à família de idosa que caiu em ônibus
Divulgação - TJMS
Justiça
Adolescentes em medida socioeducativa visitam Bioparque Pantanal
Marly Norimi é secretária de Planejamento e Finanças
Justiça
Secretária 'mete o louco' e usa namorado para dar golpe do seguro em Porto Murtinho

Mais Lidas

Casa da Mulher Brasileira, a Deam
Polícia
Miojinho? Homem surta após 'g0zAr rápido' durante swing com esposa e amigos no Colúmbia
Próximos dias serão quentes
Clima
Até logo, frio! Temperaturas voltam a subir e Capital deve registrar 30ºC esta semana
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Polícia
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Tempo amanheceu bem nublado e frio em Campo Grande
Clima
Frio continua pela manhã e máximas começam a subir em MS