Menu
Busca quarta, 28 de setembro de 2022
(67) 99647-9098
TJMS setembro22
Política

Bolsonaro decide hoje sobre reforma da Previdência

Haverá idade mínima para homens e mulheres e período de transição

14 fevereiro 2019 - 08h30Da redação, com Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse que pretende “bater o martelo” nesta quinta-feira (14) sobre a proposta da reforma da Previdência que será encaminhada pelo governo federal ao Congresso. Segundo ele, será fixada a idade mínima de 62 ou 65 anos para homens e 57 ou 60 anos para mulheres, incluindo um período de transição.

A definição depende de uma reunião que Bolsonaro terá à tarde com a equipe econômica. Ele também afirmou que as regras aplicadas às Forças Armadas serão estendidas aos policiais militares e bombeiros.

“Eu não gostaria de fazer a reforma da Previdência, mas sou obrigado a fazer, do contrário o Brasil quebrará em 2022 ou 2023”, afirmou o presidente em entrevista exclusiva à TV Record na noite de ontem (13).

Bolsonaro não adiantou qual será a idade mínima para homens e mulheres, mas assegurou que o período de transição será fixado. No caso da idade mínima maior – 60 anos para mulheres e 65 para homens, a transição será de 2022 a 2023. “Vou conversar com a equipe econômica”, acrescentou.

Governo

Bolsonaro reiterou que sua relação com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, é excelente e que ambos mantêm diálogo contínuo. Segundo ele, Mourão está apto para substituí-lo em eventualidades. “Temos excelente diálogo. Cada vez mais estará preparado para nos substituir.”

Bolsonaro disse ainda que acompanha a investigação sobre quatro filiadas ao PSL, legenda do presidente, por suspeita de terem atuado como “laranjas” para o desvio de dinheiro público destinado ao partido por meio do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC). Matérias veiculadas na imprensa associam o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, a essa prática.

O presidente reiterou que é uma “minoria” dentro do partido que está sob suspeita e que a Polícia Federal foi encarregada do caso. “O partido tem de ter consciência. Não são todos, é uma minoria. Logo depois da minha eleição, eu dei carta branca para apurar qualquer tipo de crime de corrupção e lavagem de dinheiro.”

Bolsonaro disse que Bebianno responderá pelo que for responsabilizado. “Se tiver envolvido logicamente será responsabilizado, lamentavelmente o destino não pode ser outro a não ser o retorno das suas origens.”

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Gerson Claro reafirma compromisso com a saúde, educação e assistência social
Política
Bolsonaro pode contestar resultado da eleição no domingo
Política
Ministro do TSE apresenta sala onde soma dos votos será monitorada
Política
Vídeo contra Riedel sai do ar por ordem judicial
Política
João César Mattogrosso defende projetos de melhoria na mobilidade urbana
Política
TCU apurará urnas na Capital no dia das eleições
Política
"Fazer de MS um estado inclusivo, próspero, verde e digital", declarou Riedel
Política
Pesquisa Ranking: Tereza lidera disputa ao Senado
Política
Estado promove 273 servidores estaduais de diferentes setores
Política
Justiça Eleitoral publica locais de votação alterados em MS

Mais Lidas

Política
Pesquisa Ranking mostra Riedel perto do segundo turno
Polícia
JD1TV: Homem morre após se despedir da esposa e jogar carro em córrego na BR-163
Interior
Campo-grandense com carga de cigarros na fronteira morre em confronto com a PM
Cidade
Após episódio de 'traição', amante de candidato se diz abalada e passará por IML