Menu
Busca segunda, 06 de fevereiro de 2023
(67) 99647-9098
Política

PROS terá de devolver R$ 11,25 milhões a cofres públicos

O partido diz estar adotando uma "postura rigorosa quanto ao dispêndio de recursos públicos"

07 abril 2022 - 15h39Brenda Leitte, com Agência Brasil
Sebrae Materia

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desaprovou, por unanimidade, a prestação de contas do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), referente ao ano de 2016. Com o resultado, o tribunal determinou, ao partido, que devolva R$ 11,25 milhões ao erário, bem como o recolhimento de R$ 404,15 mil em “recursos de origem não identificada” ao Tesouro Nacional.

Segundo o TSE, entre as irregularidades nas contas do partido estão a compra de uma aeronave “por valor superior a R$ 400 mil” e de máquinas e materiais para a montagem de uma indústria gráfica, no valor de “quase R$ 4 milhões”. Foram também apontadas irregularidades com relação a imóveis e despesas de viagem.

“Além do alto valor das irregularidades, o plenário também constatou a falta de aplicação pela sigla do percentual mínimo de 5% dos recursos do Fundo Partidário em programas de promoção e difusão da participação política das mulheres, e determinou a aplicação de R$ 699.848,82 nessas ações de incentivo a partir das eleições subsequentes”, informou o tribunal por meio de seu site.

Na avaliação do relator da matéria, ministro Sérgio Banhos, as irregularidades e impropriedades verificadas nas contas do partido são “extremamente graves e aptas a justificar a desaprovação”, não sendo possível a verificação da lisura, da transparência, da economicidade e do zelo na aplicação dos recursos públicos.

Contatado pela Agência Brasil, o PROS informou que as contas de 2016 foram prestadas pela gestão anterior, “a qual fora afastada pela Justiça justamente em razão da temerária administração da verba pública destinada às atividades partidárias, inclusive com aquisição de imóveis e aeronaves para uso pessoal”.

O partido acrescenta que tem adotado uma “postura rigorosa quanto ao dispêndio de recursos públicos”, e que tem cooperado com a Justiça Eleitoral para esclarecer os fatos.

Sebrae Materia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Deputado propõe 8 de janeiro como o Dia de Combate ao Terrorismo
Política
STF abre inquérito para investigar Carla Zambelli
Polícia
Colisão entre carro e viatura do Batalhão do choque deixa feridos na Capital
Política
Riedel tem café com André
Política
CGU revisará sigilos de 100 anos impostos por Bolsonaro a 234 processos
Política
Lula diz cogitar reeleição em caso de 'situação delicada' no país
Política
Marcos do Val acusa Silveira e Bolsonaro de terem planejado golpe após eleições
Política
JD1TV: Na Câmara, Adriane fala em "trabalho conjunto por Campo Grande"
Política
Riedel deixa mensagem na abertura da 1ª Sessão Legislativa
Política
Gerson Claro aponta que "convergência" irá guiar trabalhos na Assembleia

Mais Lidas

Polícia
JD1TV: Corpo é queimado em meio ao lixo no Santa Emília
Polícia
Queimado no Santa Emília foi "embrulhado" em sofá para ser carbonizado
Polícia
Jovem é esfaqueado e tem vísceras expostas no Itamaracá
Polícia
Esfaqueamento no Jardim Itamaracá foi motivado por ventilador roubado