Menu
Busca segunda, 18 de março de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Conab estima que MS deve deixar de produzir 500 mil toneladas de milho

14 agosto 2011 - 11h49Arquivo

O clima quente da última semana ajudou os produtores a retomarem a colheita de milho. As perdas por causa das mudanças climáticas foram anunciadas pela Companhia Nacional de Abastecimento, mas os especialistas tranquilizam os agricultores: o preço está ajudando.

Na propriedade de Nerci Decian, as máquinas entraram no campo esta semana. Por causa da chuva no início do mês, o proprietário esperava diminuir a umidade nos grãos para colher com melhor qualidade.

Em 450 hectares, os grãos não suportaram o frio e pouco se desenvolveram. Já em outra área, de 400 hectares, o cultivo foi feito no final de fevereiro e o milho está bonito e no ponto de colheita. "O milho que plantamos antes está dando 70 sacas por hectare. O milho que a geada pegou, não tem como colher porque nem a indústria recebe. Vou esperar secar, tentar colher e jogar para o gado", diz Decian.

Dados da Conab mostraram que nesta safra a produtividade do milho está menor - passou de 60 para 51 sacas por hectare. Mato Grosso do Sul deve deixar de produzir 500 mil toneladas de milho, apesar do aumento de quase 12% na área plantada.

Em todo o estado, o prejuízo calculado para a safra 2010/2011 deve ser de R$ 146 milhões. Apesar disso, o momento ainda é favorável ao produtor, principalmente pelo preço pago por saca de milho que está variando de R$ 18 a 21.

Preço bem melhor que o praticado na safra passada, que ficou em média R$ 12 - explica o engenheiro agrônomo Roney Pedroso, da Fundação MS. Grande parte dos produtores deve conseguir pagar as despesas com a produção. "O cenário é positivo. Dificilmente haverá redução significativa no preço do milho a curto prazo", comenta.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Mega-Sena pode pagar prêmio R$ 11 milhões neste sábado
Economia
Em MS, indústrias de chocolate esperam aumentar faturamento em 10% na Páscoa
Economia
Dólar sobe e fecha a R$ 3,848; Bolsa cai após recorde
Economia
Bolsa bate recorde e dólar fecha quase estável
Economia
Ministro da Cidadania confirma 13º salário do Bolsa Família
Economia
Puxada pela alimentação e educação, inflação sobe em fevereiro
Economia
Bolsa sobe 2,79% e dólar cai 0,73%
Economia
Hoje vence a segunda parcela do IPTU
Cidade
Prazo para aderir ao Refis termina nesta segunda-feira
Economia
Em fevereiro, saques da poupança superam depósitos em R$ 4,02 bi

Mais Lidas

Polícia
Mistério: adolescentes desaparecem a caminho da escola
Polícia
Homem mata ex-esposa com golpes de machadinha
Polícia
Menina de dez anos se mata com arma do pai, em São Paulo
Polícia
Sul-mato-grossense e namorado morrem em acidente em Porto Alegre