Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Gov 44 anos
Economia

Fiems recebe delegação paraguaia para rodada de negócios

Ministro da Indústria e Comércio paraguaio se mostrou otimista com as perspectivas de negócios entre MS e Paraguai

22 setembro 2021 - 17h30Méri Oliveira

O Sistema Fiems recebeu, na tarde de hoje (22), na Casa da Indústria, em Campo Grande, uma missão empresarial do Paraguai para a realização de um seminário, seguido de uma rodada de negócios. A delegação paraguaia conta, entre outros membros, com o ministro paraguaio da Indústria e Comércio, Luís Alberto 

O principal objetivo do evento é fortalecer vínculos de integração de cadeias produtivas com empresas do Mato Grosso do Sul, de forma a fomentar o comércio de produtos e serviços paraguaios no mercado local. A rodada de negócios contou, ainda, com empresas campo-grandenses e empresas paraguaias de segmentos variados expondo seus produtos.

Para o presidente da Fiems, Sérgio Longen, a integração comercial entre os dois países pode trazer benefícios para o estado, região de fronteira e empresários dos dois lados ao conhecer as ações dos dois países . "A integração comercial, quaisquer produtos muitas vezes importantes que possam vir do Paraguai, manufaturados por lá também, ou da mesma forma daqui pra lá. Temos projetos importantes, como Fomentar Fronteiras, Indústrias Sem Fronteiras e, desta forma, essa integração é importante para o ministro conhecer as nossas ações, e também nós conhecermos as ações do governo paraguaio com os empresários brasileiros", explica.

O ministro Luís Alberto Castiglioni salienta que o estreitamento de laços comerciais entre Brasil e Paraguai tem vantagens estratégicas e pode trazer muitos benefícios, permitindo que produtos do MS cheguem mais rápido a mercados do outro lado do planeta, além de contribuir para a  melhora da infraestrutura tanto do lado brasileiro, quanto do lado paraguaio. 

Fiems

"Há um ano, o relacionamento entre o Brasil e o Paraguai aumentou consideravaelmente, com valorizações estratégicas no âmbito da integração, como a construção de duas pontes internacionais, sendo uma ao sul, na altura de Foz do Iguaçu, e a outra aqui perto, na altura de Porto Murtinho. À parte, lançamos uma proposta ao Brasil há dois anos, para que construamos uma terceira ponte internacional, sobre o Rio Apa, na altura de São Lázaro, nos ligando diretamente a essa região do Brasil, do Mato Grosso do Sul, porque entendemos que para nos integrarmos, precisamos fortalecer nossa cadeia logística, fortalecer nossa capacidade para gerir o tráfico intenso que haverá na Rota Bioceânica. Essa rota será como o Canal do Panamá e vai permitir que o produto do MS chegue mais rapidamente ao mercado asiático por este lugar, provavelmente com menor custo", detalha o ministro paraguaio. 

Já o titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck adiantou que na sexta-feira deve ser realizada uma reunião da Comissão Mista para homologar a licitação das obras de construção da ponte internacional em Foz do Iguaçu e da rota Bioceânica, são dois consórcios vencedores, sendo um para construir a ponte e o outro, para construir a Rota Bioceânica. "Se na sexta-feira nós homologarmos, então seria aí mais 15 dias para fazer a contratualização deste processo, então a gente continua com a perspectiva de que tenha início das obras ainda este ano, provavelmente, em meados de novembro". 

As ações visam parcerias e acordos comerciais que devem beneficiar os dois países e, em especial, o estado de MS, posto que se localiza em uma região estratégica e que pode  vir a abarcar duas pontes internacionais (Porto Murtinho e a ponte sobre o Rio Apa), caso a proposta da terceira ponte citada pelo ministro Castiglioni seja abraçada. Com isso, MS pode ter, ainda, forte estímulo econômico e industrial nos próximos anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Governo pede abertura de crédito de R$ 9,4 bilhões para Auxílio Brasil
Economia
Petrobras confirma novo aumento de preços na gasolina e diesel
Economia
Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 6
Economia
Paulo Guedes diz confiar na aprovação das reformas Administrativa e do IR
Economia
Bolsonaro afirma que governo não interferirá em preços de combustíveis
Economia
Ministério de Minas e Energia refuta eficiência do horário de verão
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em abril e maio
Economia
Apostador de MS acerta na quina e leva R$ 47 mil; outras 56 acertaram a quadra
Economia
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em março
Economia
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado em R$ 21 milhões

Mais Lidas

Internacional
Mulher mata marido a machadadas após o flagrar estuprando sua filha de 5 anos
Vídeos
JD1TV: Corna vai tirar satisfação com amante do marido e 'pau come' solto
Polícia
Em uma noite, polícia atende três ocorrência envolvendo suicídio
Geral
JD1TV: Funcionário do Carrefour de Campo Grande é humilhado por gerente