Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Economia

Instituições reduzem previsão para déficit nas contas públicas

Estimativa para o resultado negativo neste ano passou de R$ 105,918 bilhões para R$ 103,217 bi

15 agosto 2019 - 13h53Rauster Campitelli, com informações da Agência Brasil

A previsão para o resultado negativo das contas públicas neste ano foi reduzida, passando de R$ 105,918 bilhões para R$ 103,217 bilhões segundo as instituições financeiras consultadas pelo Ministério da Economia. A estimativa do déficit primário - abrangendo o Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, que fazem parte do Governo Central - está abaixo da meta de déficit perseguida pelo governo de R$ 139 bilhões.

O resultado primário é formado por receitas menos despesas, sem considerar os gastos com juros. Os dados fazem parte da pesquisa Prisma Fiscal, elaborada pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, com base em informações do mercado financeiro. Para alcançar a meta, o governo já bloqueou R$ 33,4 bilhões do Orçamento deste ano.

A desaceleração da economia faz o governo arrecadar menos que o originalmente planejado, levando a contingenciamentos.

Para 2020, a estimativa das instituições financeiras é de um déficit de R$ 70 bilhões, contra R$ 76,153 bilhões previstos em julho. A meta de déficit primário para 2020 é de R$ 124,1 bilhões.

A mudança na projeção para as contas públicas ocorreu porque as instituições preveem menos despesas, de R$ 1,415 trilhão para R$ 1,412 trilhão. A previsão para as receitas líquidas passou de R$ 1,308 trilhão para R$ 1,307 trilhão, neste ano.

Para 2020, a previsão de receita líquida do Governo Central é R$ 1,398 trilhão, contra R$ 1,399 trilhão prevista no mês passado. No caso da despesa total, a projeção ficou em R$ 1,473 trilhão, ante R$ 1,478 trilhão, previsto em julho.

A pesquisa apresenta também a projeção para a dívida bruta do Governo Central, que, na avaliação das instituições financeiras, deve ficar em 78,5% do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todas as riquezas produzidas pelo país), neste ano. A previsão anterior era 78,75% do PIB. Para 2020, a estimativa ficou em 80% do PIB, ante 80,2% previstos no mês passado.

Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Dólar alivia e apresenta queda singela na última semana
Economia
Receita inicia nesta semana a restituição do lote residual do IRPF
Economia
Longen apresenta potencial de MS para embaixadores da Ásia
Economia
Reinaldo assina decreto para diminuir ICMS no comércio atacadista
Economia
Dólar apresenta queda nesta quinta-feira
Economia
Refis arrecadou R$ 76 mi e ajudou a “segurar contas municipais”, diz secretário
Economia
A gasolina aumentou para incentivar venda de etanol, diz Lazaroto
Economia
Dólar encerra semana com novo recorde de alta
Economia
“Fruto da força da nossa gente”, diz Reinaldo sobre MS ser destaque em investimento
Economia
Receita abre consulta ao lote residual de IR na segunda-feira

Mais Lidas

Justiça
TJ-MS inocenta juiz Paulo Afonso
Saúde
Grupo de brasileiros tem exames negativos para novo coronavírus
Polícia
Homem que tentou suicídio e queimou a própria casa permanece internado
Brasil
Morre, aos 83 anos, o “Zé do Caixão”