Menu
Busca terça, 26 de março de 2019
(67) 99647-9098
TJMS março-19
Economia

Paulo Guedes quer cortar verbas do Sistema S

O Sistema S deve sofrer redução de 30%, podendo chegar a 50%

17 dezembro 2018 - 17h44Da redação

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta segunda-feira (17) que pretende horizontalizar os impostos, acabando com isenções e subsídios, contando inclusive verbas do Sistema S, que deve sofrer redução em torno de 30%, podendo chegar a 50% dos repasses.

Guedes disse sobre o corte de verbas no evento de encerramento das atividades de 2018, da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), que tinha como platéia, empresários. “É a contribuição! Como vamos pedir o sacrifício do outro sem dar o nosso?”, questionou.

O futuro ministro disse que também é necessário fazer uma reforma do estado e garantir um novo eixo de governabilidade, com a retomada do pacto federativo, e “corrigir a hipertrofia do governo federal”. “Nós queremos recompor o federalismo, descentralizar recursos para os estados e municípios. Levem os recursos, levem as atribuições”, disparou.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Postos de combustíveis da capital vendem gás veicular a preços iguais no dinheiro e cartão
Economia
Dólar cai e fecha em R$ 3,85
Economia
Intenção de consumo melhora entre campo-grandenses
Economia
Projeção de crescimento da economia é reduzida
Geral
Porto Murtinho se tornará o maior polo exportador de MS
Economia
Dólar sobe 2,69% e está cotada a R$ 3,902
Economia
Universidade auxilia contribuintes na declaração do Imposto de Renda
Economia
Aneel quita empréstimo a distribuidoras e luz terá redução de 3,7% em média
Economia
Mega-Sena pode pagar prêmio R$ 11 milhões neste sábado
Economia
Em MS, indústrias de chocolate esperam aumentar faturamento em 10% na Páscoa

Mais Lidas

Geral
Cantor sertanejo morre em acidente na BR-163
Polícia
Corpo sem cabeça é encontrado em estado de decomposição
Polícia
Trabalhadores encontram corpo no rio Anhanduí
Geral
Porto Murtinho se tornará o maior polo exportador de MS