Menu
Menu
Busca domingo, 14 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Geral

Polícia Federal e MPF investigam incêndios no Pantanal em gabinete de crise

Com mais de 3 mil focos no Pantanal, o MPF instaurou um procedimento para monitorar a prevenção e combate ao fogo

04 julho 2024 - 08h00Vinícius Santos com informações do MPF

O Ministério Público Federal (MPF) iniciou uma ação para monitorar a fiscalização e prevenção de incêndios nos municípios de Corumbá e Ladário, no sul de Mato Grosso do Sul, região do Pantanal. Mais de 3 mil focos de incêndio foram identificados, afetando mais de 600 mil hectares, o que resultou na declaração de emergência ambiental pelo governo estadual (Decreto nº 25, de 9 de abril de 2024).

Além disso, o MPF solicitou a criação de uma brigada permanente do Prevfogo no Pantanal para reforçar as ações de combate e prevenção a incêndios de maneira contínua e sustentável. O Ibama já foi notificado sobre essa solicitação.

O objetivo do MPF é responsabilizar os indivíduos que causaram os incêndios em áreas de interesse da União, como comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas, além de áreas de proteção permanente (APPs) e habitats de espécies ameaçadas de extinção. 

As primeiras investigações indicam que os incêndios foram causados por ações humanas. Para isso, o MPF está trabalhando em cooperação com a Polícia Federal, o Prevfogo, vinculado ao Ibama, e o Corpo de Bombeiros Militar.

A Polícia Federal estabeleceu um gabinete de crise em Ladário para investigar os casos, a pedido do MPF. O gabinete contará com a ajuda de peritos e policiais federais especializados em investigações de incêndios e queimadas, que foram transferidos de Brasília para integrar o efetivo da PF no Pantanal.

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp e fique por dentro dos acontecimentos também pelo nosso grupo, acesse o convite.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ninguém acerta, de novo, e Mega-Sena acumula
Geral
Ninguém acerta, de novo, e Mega-Sena acumula
Renato Câmara lamenta a morte de ex-secretário de obras de Ivinhema
Geral
Renato Câmara lamenta a morte de ex-secretário de obras de Ivinhema
Águas Guariroba oferta curso gratuito de fundamentos básicos para encanador hidráulico
Geral
Águas Guariroba oferta curso gratuito de fundamentos básicos para encanador hidráulico
UCI
Geral
Cinema sem pipoca: Pesquisa mostra variação de 96,15% no valor dos ingressos na Capital
Silas e Aysla foram mortos por engano
Justiça
MP defende continuidade de ação contra réus acusados de matar Aysla e Silas
Juíza 'recebe voz de prisão'; advogado explica legalidade de caso que viralizou em SP
Geral
Juíza 'recebe voz de prisão'; advogado explica legalidade de caso que viralizou em SP
Apesar da gravidade do acidente, Dunga e esposa sofreram apenas ferimentos leves e estavam conscientes ao serem socorridos
Geral
Dunga e esposa ficam feridos em acidente no Paraná
Influencer e policial 'mais sexy do México', gravam vídeo pornô em metrô
Geral
Influencer e policial 'mais sexy do México', gravam vídeo pornô em metrô
Ex-ministro Ricardo Salles, chefe do Ministério do Meio Ambiente durante o governo Jair Bolsonaro
Geral
Ministério do Meio Ambiente sofreu "apagão" durante gestão de Bolsonaro
Com presença do governador, Coxim celebra 129ª edição da Festa do Divino Espírito Santo
Geral
Com presença do governador, Coxim celebra 129ª edição da Festa do Divino Espírito Santo

Mais Lidas

Tempo amanheceu nublado e característico de frio
Clima
Nova frente fria desembarca em MS trazendo ainda mais instabilidade
Maria Eloir Flores Vilante -
Interior
Cargo fantasma rende condenação de vereadora em Mato Grosso do Sul
O fim de uma era: Primeiras notas de real vão parar de circular
Geral
O fim de uma era: Primeiras notas de real vão parar de circular
E o frio persiste em Mato Grosso do Sul
Clima
Frente fria ganha 'sobrevida' e impõe mínima de 8°C nesta sexta-feira em MS