Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Topo
Opinião

Fiscais tributários enfrentam a pandemia para diminuir seus efeitos econômicos

Em artigo, presidente do Sindifiscal/MS ressalta o trabalho dos servidores

25 março 2020 - 14h49Francisco Carlos de Assis

É nos momentos de crise que resta patente o comprometimento dos servidores públicos com suas funções, os mesmos que vêm sofrendo ataques de vários setores da sociedade e dos governos, sendo injustamente taxados de “parasitas” a “privilegiados”, submetidos a constantes ameaças provenientes de parlamentares, que vão desde redução de remuneração a perdas de direitos já consagrados, mas que seguem, mesmo em momento de risco epidemiológico, exercendo suas funções em prol desta mesma sociedade e em nome dos mesmos governos que os atacam.

Motivo pelo qual saudamos todos os servidores públicos que permanecem em seus postos de trabalho exercendo suas atividades, mesmo que isso represente risco pessoal e das suas famílias, demonstrando a relevância e o real significado do que é servir incondicionalmente à sociedade, com o merecido destaque aos profissionais da saúde e aos da segurança pública.

No caso dos Fiscais Tributários Estaduais, por possuirmos total consciência da importância do resultado do nosso trabalho – irrenunciável neste cenário que traz grandes incertezas quanto à economia – não nos é facultada qualquer opção senão nos mantermos na “linha de frente”, seja nos Postos Fiscais, Unidades Móveis, Agencias Fazendárias e setores de atendimento direto ao público, mesmo que tal medida represente inevitável contato com veículos de transporte, mercadorias e documentos fiscais oriundos de todos os recantos do Brasil e de vários países, a fim de cumprir nossa missão de garantir os recursos necessários à continuidade do funcionamento do Estado, buscando evitar seu iminente colapso financeiro, bem como para possibilitar o devido enfrentamento da nefasta pandemia ora instalada.

Assim, em nome da justiça que cerca os fatos, importa estabelecer que, se o Estado, por meio dos seus corajosos profissionais das áreas da segurança e da saúde, está comprometido em manter a ordem e em salvar vidas, os Fiscais Tributários permanecem na “linha de frente” comprometidos em manter a arrecadação e em salvar o próprio Estado.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Opinião
Coronavírus - Aspectos legais e emergenciais, como proceder
Opinião
Os emolumentos e as custas dos serviços notariais e de registro no estado de Mato Grosso do Sul
Opinião
Um novo Mato Grosso do Sul
Opinião
TROCAR O CERTO PELO DUVIDOSO
Opinião
Os Líderes são da Terra
Oportunidade
Casa de Qualificação da Funtrab tem inscrições abertas para cursos gratuitos
Opinião
Tereza e Mandetta, dois êxitos
Opinião
Um Plano Marshall para os estados brasileiros
Opinião
O mito da prisão em segunda instância
Opinião
O Coronavírus e as crianças

Mais Lidas

Saúde
SES realiza a distribuição de testes rápidos para coronavírus
Cidade
Com regras de higiene e distanciamento, feiras voltam a funcionar na capital
Internacional
Boris Johnson segue na UTI, mas sem uso de respirador
Polícia
Homem é preso transportando 450 mil maços de cigarros contrabandeados