Menu
Busca segunda, 13 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Política

Dilma assina portaria da Mobilidade Urbana e garante maior repasse da história de Campo Grande

25 abril 2012 - 09h58Roberto Stuckert Filho / PR

Numa solenidade na manhã desta terça-feira (24) no Palácio do Planalto, com a presença da presidenta Dilma Roussef, o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, assinou portaria que habilita Campo Grande para receber R$ 180 milhões que serão investidos em obras de mobilidade urbana. São intervenções que em dois anos vão melhorar a qualidade do transporte coletivo. Segundo o prefeito Nelson Trad Filho é o maior repasse que a capital receberá em toda a sua história.

Do valor autorizado, R$ 120 milhões são alocados por meio de financiamento contratado junto à Caixa Econômica Federal e R$ 60 milhões é a contrapartida da União, verba a fundo perdido que não terá custo para o município. Campo Grande foi um dos 51 municípios brasileiros com mais de 700 mil habitantes que tiveram projetos habilitados no PAC-2 da Mobilidade Urbana Grandes Cidades. No total serão investidos R$ 32 bilhões, dos quais R$ 22 bilhões são recursos do governo federal.

Vencida esta etapa, que foi a habilitação dos projetos pelo Ministério das Cidades, a Prefeitura agora terá de apresentar o detalhamento dos projetos executivos para a Caixa Econômica Federal. Depois desta fase, o prefeito assina os convênios com a Caixa e em seguida licita as obras. “Este resultado de agora é o desfecho do esforço da nossa equipe técnica e exigiu medidas como a antecipação da conclusão do contrato de concessão do transporte, que este ano terá uma nova licitação, com dois anos de antecedência. O Ministério das Cidades exigiu um novo marco regulatório da exploração do serviço, para aprovar projeto”, explica.

Além de projetos tecnicamente consistentes, o prefeito enalteceu o apoio da bancada federal no processo de tramitação do projeto no Ministério das Cidades. O prefeito agradeceu também o apoio da presidente Dilma Roussef que garantiu a Campo Grande recursos para os grandes investimentos que estão sendo feitos em mobilidade urbana com abertura de novas avenidas, construção de 19 unidades básicas de saúde, três unidades de pronto atendimento e centros de educação infantil. “Vamos agora trabalhar para cumprir prazos para, num curto espaço de tempo, licitar e iniciar ainda no meu mandato as primeiras obras”, acrescenta o prefeito.

O Projeto de Mobilidade Urbana contempla a construção de quatro novos terminais de transbordo; 41 terminais de embarque pré-pago; abertura de 58,7 quilômetros de corredores exclusivos de transporte, 500 abrigos de ônibus, além da construção de um viaduto (na rotatória das avenidas Olavo Vilela Andrade e Gury Marques) e intervenções viárias em três cruzamentos.

Via CG Notícias

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
PL exige formas alternativas de educação à alunos do ensino médio
Política
Hidroxicloroquina é tema de debate na Câmara
Política
Michelle Bolsonaro testa negativo para Covid-19
Política
Simone e Nelsinho avaliam como positiva escolha do novo ministro da Educação
Política
Movimento protesta contra Bolsonaro na Afonso Pena
Política
Alunos podem ter aferição de temperatura obrigatória na volta às aulas
Política
“Estou bem melhor”, diz Paulo Corrêa
Política
Na assembleia, Coronel David lamenta morte de PM
Política
Assembleia aprova estado de calamidade em Bodoquena, Bela Vista e Terenos
Política
Câmara aprova adicional de 40% a trabalhadores do combate ao coronavírus

Mais Lidas

Brasil
Famoso por velar a mãe sozinho, José morre queimado
Geral
Funsat encaminha mulheres vítimas de violência ao mercado de trabalho
Polícia
MP é contrário a liberdade de jovem que matou namorada em acidente
Brasil
Vídeo: ventania causa destruição em São Luiz