Menu
Busca sexta, 24 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Política

Laerte Tetila tem direitos políticos suspensos

09 novembro 2010 - 15h38
Deputado estadual eleito, Laerte Tetila teve seus direitos políticos suspensos ontem pelo juiz José Carlos de Souza, da segunda vara civil de Dourados. De acordo com o site Dourados News, a ação que culminou na decisão judicial foi iniciada pelo Ministério Público Estadual em 2009 referindo-se a decisões administrativas tomadas em 2001, durante o mandato de Tetila como prefeito de Dourados, relacionadas à contratação de mão-de-obra através de cooperativas. A Justiça determinou que, além de perder a função pública ele também terá a suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos. Tetila foi eleito deputado estadual na eleição deste ano. O ex-prefeito deverá pagar ainda, conforme decisão do juiz, multa de 100 vezes o último salário de quando era prefeito e ressarcir integralmente eventual dano causado aos cofres públicos. A ação cabe recurso no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Fonte: Capital News

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Fábio critica corte de verbas na fronteira e cobra vinda de Moro a MS
Política
Bolsonaro desponta em pesquisa e fica 12% a frente de Lula
Política
Nelsinho tenta liberar R$ 600 mi em financiamento para MS
Política
Coronel David classifica como grave a situação na fronteira
Política
Ministério Público denuncia Glenn Greenwald por ligação com hackers
Política
Prazo para regularização do título termina em maio
Política
Bolsonaro sanciona LOA de 2020
Política
Bolsonaro anuncia aumento de 12% no salário do professor do ensino básico
Política
Após declarações nazistas, Bolsonaro exonera Roberto Alvim
Política
Nelsinho avalia como "um passo a frente", entrada do Brasil na OCDE

Mais Lidas

Polícia
No combate ao feminicídio, SEMU reforça ações às mulheres
Clima
Temperatura volta a subir a partir desta sexta
Cidade
CCZ reforça combate a infestação de escorpiões na capital
Saúde
Ministério da Saúde descarta suspeita de coronavírus no Brasil