Menu
Busca quinta, 05 de agosto de 2021
(67) 99647-9098
Política

Manifestação espontânea supera carreata e mostra Bolsonaro "amplo" e consolidado

A organização do evento contabilizou 25 mil veículos nas ruas da capital

01 outubro 2018 - 10h11Da redação

Campo Grande viveu no domingo (30) o maior ato de sua campanha eleitoral, a carreata em apoio ao candidato Jair Bolsonaro, que reuniu 25 mil veículos, segundo a organização.

Do outro lado da Afonso Pena, no entanto, havia um evento aparentemente maior que a carreata, consequência dela, mas com tonalidades mais amplas, mais espontâneas e acima de qualquer orientação ou comando.

Por volta das 17h30, 17h45, quando a carreata já se dissipava e o trânsito na pista interditada para a movimentação, já estava liberado e se normalizando, do outro lado da avenida outro ato acontecia. Era um "mar" de carros, mas com conteúdo totalmente diferente da programação organizada. Nesta, os carros estavam adesivados, ou unidos a candidaturas, linkadas ao presidenciável do PSL.

Do outro lado acontecia o contrario, havia uma salada de adesivos, com apoiadores de todas as linhas políticas, buzinando e gritando o nome do presidenciável. E não foi somente uma "babel" política que se notava ali, mas também de pessoas, gostos musicais e indumentárias, carros de som potente, alguns tocando funk, algo comum na Afonso Pena aos domingos, misturavam-se e confraternizavam-se com famílias com roupas gauchescas e bombas de chimarrão, motoristas paravam desciam dos seus carros, e quem vinha atrás, saudava e aderia às dezenas de paralisações pontuais.

Quem descesse ontem na Afonso Pena de forma desavisada, poderia achar que Brasil havia ganho uma Copa do Mundo, e não que ali acontecia um ato organizado, tamanha a diversidade de apoiadores de candidatos, e de pessoas de tipos diferentes, que se misturaram do outro lado da avenida.

Com o fim da carreata por volta das 17h30, a "festa" continuou  até por volta das 20h30, com o trânsito ainda lento e um buzinaço que não cessava. Por volta das 22h, era possível ver carros com bandeiras, buzinando na região.

Ao menos ontem, o apoio a Jair Bolsonaro na capital, era praticamente "ecumênico", só não foi a esquerda propriamente dita, e até carros adesivados para o postulante ao governo Odilon Oliveira que apoia Ciro Gomes, misturavam se no transito engarrafado. A tonalidade predominante era o amarelo, a cor vermelha era algo raro, e não chegou sequer a ser notada.

 

Sennar - queimada

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Bolsonaro será investigado por fake news contra às urnas eletrônicas
Política
Ciro Nogueira toma posse como ministro da Casa Civil
Política
Carlão vai cobrar da Prefeitura vacinação de comerciários
Política
Voto impresso encarece processo eleitoral, aponta análise da PF
Agronegócio
Agricultura familiar terá auxílio
Política
CPI da Covid quebra sigilo de dados de líder do governo na Câmara
Política
CPI retoma trabalhos e ouve reverendo que negociou vacina
Política
Tereza Cristina recebe prêmio
Política
Horário de verão pode voltar, diz Bolsonaro
Política
CPI pode quebrar sigilo do líder do governo

Mais Lidas

Internacional
Vídeo: ‘Vem de chicote, algema, corda de alpinista’, policiais são pegos transando em viatura
Internacional
‘A bonequinha não sabe brincar’, homem quebra pênis durante noite selvagem
Geral
Morre o advogado Marco Antônio na capital
Brasil
Vídeo: Amor de mãe? Casal homoafetivo tortura e mata menino de 7 anos