Menu
Busca sábado, 24 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Política

Santos Cruz cai e será substituído por outro general

Essa é a primeira baixa da ala militar do governo; decisão partiu do próprio presidente da república

13 junho 2019 - 18h01Da redação, com informações das agências

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz vai deixar a Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro, segundo fontes do Palácio do Planalto. Essa é a primeira baixa da ala militar do governo e a decisão partiu do próprio presidente da República, que já escolheu o sucessor. Quem assume o cargo é o general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, comandante militar do Sudeste.

Embora o motivo da exoneração de Santos Cruz ainda não esteja claro, o militar tem sido alvo de críticas de Carlos Bolsonaro e Olavo de Carvalho (guru de Bolsonaro), desde que chegou ao Palácio do Planalto. A situação teria se agravado com a chegada do secretário de Comunicação Fabio Wajngarten, que não quis se subordinar às diretrizes e normas estabelecidas pelo general para ter maior controle sobre atividades e ações.

Há um mês, Santos Cruz chegou a ser acusado de trocar mensagens ofensivas a Bolsonaro via WhatsApp, mas negou a autoria das mesmas. Apesar da polêmica envolvendo seu nome, Santos Cruz era bem visto nos bastidores, considerado como um bom interlocutor, tendo sido recentemente elogiado pelo presidente devido à articulação política para a aprovação do PLN 4 no Congresso, referente aos créditos extras.

Durante entrevista, há cerca de um mês, o general disse que estava confortável no governo, apesar da crise com a ala ideológica. Nesta quinta-feira (13), antes de ser informado da saída, Santos Cruz participou de audiência na Comissão de Transparência do Senado, onde defendeu a permanência de Sérgio Moro no Ministério da Justiça.

Santos Cruz é o terceiro ministro a deixar o governo Bolsonaro, após as demissões do secretário-geral, Gustavo Bebianno, e do ex-ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
“Seria um sonho ser prefeito de Campo Grande”, diz Waldeli
Política
Agronegócio não é causador de incêndio, diz Tereza Cristina
Política
Pesquisa mostra David como deputado mais atuante
Política
Avanço histórico - Sancionada lei do Alvará imediato
Política
Bioceânica: "Porta de saída do Brasil para o Futuro”, diz Riedel
Política
Governo estuda enviar Exército para combater queimadas na Amazônia
Política
Noite de homenagens na Câmara Municipal
Política
Barbosinha exige da União investimentos de R$ 89 mi à Segurança de MS
Política
Reinaldo e Bolsonaro são bem avaliados em MS, diz pesquisa
Política
Marçal Filho lança oficialmente a Frente de Defesa da Saúde Mental

Mais Lidas

Polícia
Família encontra jovem morto e suspeita é de suicídio
Polícia
Polícia apresenta acusado de estupro e roubo no Jardim Carioca
Polícia
Confusão em tabacaria da Moreninha termina em morte
Polícia
Rapaz é contatado por aplicativo para fazer corrida e desaparece