Menu
Busca segunda, 13 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Governo dengue 03 - tarde demais
Turismo

Templos são destaques na arquitetura e na história de Istambul

11 dezembro 2011 - 11h38Marina Valle

Lado a lado na área de Sultanameh, em Istambul, a antiga basílica de Santa Sofia e a mesquita Azul provavelmente são as duas principais atrações de cunho religioso na cidade.

Após uma longa história como centro religioso, passando pelo cristianismo e o islamismo, Santa Sofia hoje é um museu que ecoa as inúmeras mudanças culturais que moldaram a história de Istambul. A mesquita Azul continua funcionando como local de orações e admite visitantes até certo ponto para não atrapalhar os fiéis.

Essa mesma história religiosa agitada da cidade permite buscá-la em suas igrejas, sinagogas e no grande número de mesquitas que pontilha sua silhueta com minaretes.

Uma das mais conhecidas é a mesquita de Süleymaniye, que se sobressai na paisagem urbana por seu tamanho. Parcialmente inspirada em Santa Sofia, une os estilos bizantinos e otomanos, com grandes domos combinados a outros menores e minaretes --quatro, o que indica sua posição de mesquita real, pois só um sultão poderia chegar a tal número.

A construção teve início em 1550, a mando do sultão Suleiman, o Magnifico (1494-1566), o que explica a opulência da construção: foi sob seu reinado que o Império Otomano atingiu seu ápice.

O site Saudi Aramco World tem um tour virtual pela mesquita com imagens em 360 graus.

A Nova Mesquita, ao lado do mercado de especiarias, em frente ao lado da ponte Gálata no bairro de Fatih, tem a vantagem de sua localização --é fácil combinar uma visita com tours por outros pontos turísticos.

Além disso, ela costuma estar menos cheia que a Azul e a de Süleymanyie, sempre fervilhando de turistas. Sua construção teve início em 1597, mas ela só foi finalizada mais de 50 anos depois.

As igrejas bizantinas foram, em sua maioria, transformadas em museu, a exemplo de Santa Sofia. No pátio do palácio Topkapi fica um exemplo de igreja bizantina que nunca foi transformada em mesquita, Hagia Irene.

Já a igreja de São Salvador em Chora , cujo edifício atual remonta a 1077, foi transformada em mesquita no séc. 16 e hoje é um museu. O destaque são os mosaicos e afrescos bizantinos. O mosaico mais famoso é o de Cristo Pantocrator.

Entre as sinagogas, a Ashkenazi é a única em funcionamento da linha ashkenazi em Istambul a receber fiéis e visitantes. Foi fundada por judeus de origem austríaca em 1900 e fica próxima da torre Gálata, facilitando um tour combinado.

A Neve Shalon é a maior sinagoga sefardita da cidade e foi inaugurada em 1951. Já a sinagoga Ahrida, no quarteirão judeu em Fatih, é uma das mais antigas da cidade.

As visitas às sinagogas devem ser agendadas previamente com o Rabinato de Istambul .

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Turismo
Bonito decreta retomada das atividades turísticas em junho
Turismo
Vídeo - Pescadores flagram onça pintada nadando e se emocionam

Mais Lidas

Polícia
Comerciante é amordaçade e morta com facadas no pescoço em Corumbá
Cidade
Fumacê contra o Aedes Aegypti percorrerá seis bairros da capital
Geral
Licenciamento de veículos pode ser emitido online
Polícia
Homem é executado em sorveteria da fronteira