Menu
Busca segunda, 15 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Na Assembleia, diretor da Fiems destaca a importância da reforma Tributária

Regis Comarella pontuou que a reforma pode ajudar no crescimento do setor que está estagnado em MS

09 julho 2019 - 18h51Mauro Silva, com informações da assessoria

Durante a audiência pública “Desafios dos Frigoríficos em Mato Grosso do Sul”, realizada nesta terça-feira (09), no plenário da Assembleia Legislativa, o diretor da Fiems Regis Luis Comarella, que também integra o Sicadems (Sindicato das Indústrias de Frios, Carnes e Derivados de Mato Grosso do Sul), ressaltou a importância da aprovação da reforma Tributária para melhorar a situação dos frigoríficos do Estado.

 “A indústria frigorífica em Mato Grosso do Sul está deficitária por um problema chamado economia, que está estagnada. Com isso, não conseguimos remunerar como gostaríamos o pecuarista para garantirmos uma carne de qualidade e isso vem afetando a maioria das indústrias. Para melhorar esse cenário, é fundamental uma reforma tributária”, afirmou Régis.

Segundo o deputado estadual João Henrique Catan, que propôs a audiência pública, a pecuária é uma atividade antiga de grande impacto para a economia brasileira. “Conforme dados do IBGE, em 2017 éramos o segundo maior produtor de carne do País. Hoje estamos perdendo essa posição para Estados como Goiás e Minas Gerais e recentemente tivemos o fechamento de um frigorífico em Paranaíba, resultando na perda de vários postos de trabalho. Por isso acredito ser importante termos um momento como esse, reunindo toda a cadeia produtiva para entender os gargalos do segmento e propormos, juntos, melhorias”, salientou.

Presente ao encontro, o secretário-adjunto da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Ricardo Senna, a audiência pública abre a possibilidade de discutir de forma ampla a participação do setor produtivo na formulação de políticas públicas em Mato Grosso do Sul. “Foi dessa forma que avançamos e muito na criação de programas importantes, como o Precoce MS e o Programa de Carne Orgânica e Carne Sustentável do Pantanal e outros”, considerou.

 

 

Roberto Carlos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Receita paga restituições do 2º lote do IR nesta segunda-feira
Economia
Governo projeta crescimento de 0,8% para a economia em 2019
Economia
Prazo para pequenos negócios retornarem ao Simples vai até segunda
Economia
Inflação oficial registrada em junho é de 0,01%
Economia
MSGÁS tem potencial para distribuir gás natural no gasuto nacional, diz Ivan de Sá
Economia
Nova norma sobre gasoduto Brasil Bolívia não afetará estado, diz MS GÁS
Economia
Vereador vai à Assembleia pedir mudança na distribuição do ICMS
Economia
Percentual de famílias endividadas aumenta
Economia
Resoluções para transparência de preço são aprovadas
Economia
Confiança do empresário tem retração de 1,7% em junho, diz CNC

Mais Lidas

Justiça
Após atacar bar no Facebook, críticos terão que pagar indenização
Polícia
Homem paga R$ 70 para estuprar menina de 13 anos
Cidade
Agetran esclarece sobre radar sem sinalização na Antônio Teodorowick
Polícia
Veículo com destino a São Paulo transportava 33,9 kg de cocaína