Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Economia

Na Assembleia, diretor da Fiems destaca a importância da reforma Tributária

Regis Comarella pontuou que a reforma pode ajudar no crescimento do setor que está estagnado em MS

09 julho 2019 - 18h51Mauro Silva, com informações da assessoria

Durante a audiência pública “Desafios dos Frigoríficos em Mato Grosso do Sul”, realizada nesta terça-feira (09), no plenário da Assembleia Legislativa, o diretor da Fiems Regis Luis Comarella, que também integra o Sicadems (Sindicato das Indústrias de Frios, Carnes e Derivados de Mato Grosso do Sul), ressaltou a importância da aprovação da reforma Tributária para melhorar a situação dos frigoríficos do Estado.

 “A indústria frigorífica em Mato Grosso do Sul está deficitária por um problema chamado economia, que está estagnada. Com isso, não conseguimos remunerar como gostaríamos o pecuarista para garantirmos uma carne de qualidade e isso vem afetando a maioria das indústrias. Para melhorar esse cenário, é fundamental uma reforma tributária”, afirmou Régis.

Segundo o deputado estadual João Henrique Catan, que propôs a audiência pública, a pecuária é uma atividade antiga de grande impacto para a economia brasileira. “Conforme dados do IBGE, em 2017 éramos o segundo maior produtor de carne do País. Hoje estamos perdendo essa posição para Estados como Goiás e Minas Gerais e recentemente tivemos o fechamento de um frigorífico em Paranaíba, resultando na perda de vários postos de trabalho. Por isso acredito ser importante termos um momento como esse, reunindo toda a cadeia produtiva para entender os gargalos do segmento e propormos, juntos, melhorias”, salientou.

Presente ao encontro, o secretário-adjunto da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Ricardo Senna, a audiência pública abre a possibilidade de discutir de forma ampla a participação do setor produtivo na formulação de políticas públicas em Mato Grosso do Sul. “Foi dessa forma que avançamos e muito na criação de programas importantes, como o Precoce MS e o Programa de Carne Orgânica e Carne Sustentável do Pantanal e outros”, considerou.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais
Economia
Refis: contribuinte poderá negociar dívidas à distância
Economia
Câmara aprova Refis com 100% de desconto em juros e multas
Economia
Caixa paga segunda parcela de auxílio emergencial nesta terça
Economia
Prefeitura da capital abre inscrições para feira online de artesanatos
Economia
Ao Vivo - Prefeitura apresenta balanço das finanças deste ano
Economia
33% dos negócios comandados por mulheres faliram durante pandemia
Educação
MEC adia prazo de inscrição do Enem para 23h59 de quarta-feira, 27 de maio
Economia
Itaú aprovou mais de R$ 5 bi em empréstimos novos para 300 mil clientes
Economia
Guedes estuda nova versão da Carteira Verde Amarela para retomar empregos

Mais Lidas

Geral
Auxílio emergencial: Saiba quem recebe 1ª e 2ª parcela nesta quinta
Cultura
UFMS estuda revitalizar Autocine
Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais