Menu
Busca domingo, 07 de março de 2021
(67) 99647-9098
Economia

Na Assembleia, Riedel entrega proposta de Refis de ICMS

Se aprovado, o Refis terá descontos de até 90% e a arrecadação pode chegar a R$ 100 milhões

28 novembro 2018 - 16h37Da redação com informações da assessoria

O secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, entregou nesta quarta-feira (28) à Assembleia Legislativa, o projeto de lei que concede condições especiais de pagamento dos débitos relativos ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.

A expectativa é arrecadar de R$ 60 milhões a R$ 100 milhões. De acordo com o texto, para pagamento à vista, até 21 de dezembro, o desconto será de 90% das multas punitivas e moratórias e de 80% dos juros de mora. As condições especiais valem para dívidas contraídas até 30 de abril de 2018, inscritas ou não em dívida ativa, inclusive as ajuizadas, e a penalidades pelo descumprimento de obrigações acessórias referentes ao ICMS.

Para pagamento parcelado, de 2 a 24 parcelas mensais e sucessivas, a redução será de 60% das multas e também de 60% dos juros. Já para quem parcelar em até 48 vezes, o desconto será de 60% das multas e 40% dos juros.

“É uma boa ação para o empresariado que teve dificuldade de cumprir as obrigações por conta da crise”, afirmou Riedel. Ainda segundo o secretário, a concessão dos benefícios foi autorizada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) e já foi apresentada em outros estados.

Para os créditos tributários cujos valores tenham sido objeto de declaração prestada nos termos da regulamentação da Lei Complementar Federal 123 (Simples Nacional), o pagamento à vista, até 21 de dezembro, terá redução de 90% das multas punitivas e moratórias. Para pagamento parcelado em até 24 vezes, a redução das multas será de 60%; e para parcelamento em até 48 vezes, o desconto será de 60%.

Já para as penalidades pelo descumprimento de obrigações acessórias referentes ao ICMS, inscritas ou não em dívida ativa, os descontos serão de 70% para pagamento à vista; 60% para até 24 parcelas mensais e 50% para pagamento parcelado em até 48 vezes.

A proposta começará a ser lida pelos parlamentares a partir de amanhã e, na próxima terça-feira (3), está marcada uma reunião com a equipe do governo estadual para tirar dúvidas dos deputados em relação às matérias.

APP JD1_android

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do IR
Economia
Crise: PIB recua 4,1% em 2020 com 3ª pior queda da história
Economia
Painéis solares vão garantir energia elétrica a 5 mil no Pantanal
Economia
Salário de fevereiro já está na conta dos servidores públicos
Economia
Primeira parcela do novo auxílio será paga neste mês, diz Arthur Lira
Economia
Governo do Estado paga servidores nesta segunda-feira
Economia
Governo congela pauta da gasolina por 15 dias e prevê economia de R$ 0,15
Economia
Governo Federal obriga postos a detalharem preço dos combustíveis
Economia
Para acabar com ICMS, Reinaldo quer fundo de compensação
Economia
Para Longen, 2021 será o ano de retomada da economia

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio