Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Senar 18 10 21
Agronegócio

“Estamos vivendo um momento histórico”, diz Riedel sobre Tereza Cristina

Tereza esteve com representantes do setor produtivo nesta manhã, em Campo Grande

09 novembro 2018 - 15h36Da redação

O secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, afirmou nesta sexta-feira (9), que Mato Grosso do Sul vive um momento histórico com a indicação da deputada federal reeleita, Tereza Cristina, para o Ministério da Agricultura e Pecuária.

Para Riedel que esteve com a futura ministra nesta manhã, o momento de discussão profunda que o país vive, de reformas que virão, a deputada sul-mato-grossense surge como “protagonista”. Ao lembrar-se do histórico de Tereza, o secretário ressaltou que ela tem o preparo que a pasta precisa para avançar.

“Venho ratificar todo o apoio do governador Reinaldo Azambuja e do governo do estado ao seu papel e seu desempenho”, disse Riedel concluir que “a indicação de Tereza como um avanço para o estado”.

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agronegócio
Criação de memorial para vítima da covid-19 tem a aprovação do Senado
Agronegócio
Ciência deve ser acessível a todos os países, diz ministra Tereza Cristina
Política
Vídeo: Tereza Cristina destaca inovação e tecnologia do agro brasileiro na Itália
Agronegócio
Em 11 anos, agro de MS injetou R$ 12 bilhões em áreas agrícolas
Agronegócio
Casos atípicos de "vaca louca" podem impactar exportações de carne do MS
Agronegócio
Tereza Cristina é a nova presidente da Junta Interamericana de Agricultura
Agronegócio
Marcelo Bertoni assume Famasul e ressalta "qualificação"
Agronegócio
Nero no Cerrado: arrendatário é multado em R$ 97 mil por incêndio em pastagem

Mais Lidas

Geral
Para não cuidar de idoso, família procura filhos do primeiro casamento em MS
Polícia
Motorista de transporte escolar é preso por estuprar menina de 12 anos dentro do ônibus
Brasil
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
Geral
Mulher manda currículo para asilo e é ofendida por erros de português