Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Governo - Feminicidio
Economia

Petrobras eleva em 1,6% o preço da gasolina nas refinarias no sábado

Essa é a segunda alta desde setembro, com isso o preço do litro do produto passará de R$ 1,5339 para R$ 1,5585

08 dezembro 2018 - 12h15Da Redação

A Petrobras elevou em 1,60% preço da gasolina nas refinarias após manter o valor inalterado por quatro dias consecutivos. Com isso, o preço do litro do produto passará de R$ 1,5339 para R$ 1,5585 a partir deste sábado (8).

Trata-se da segunda alta desde meados de setembro. Na sexta-feira da semana passada (30), a empresa tinha feito um reajuste de 2,21% no preço do combustível, após uma sequência de cortes no preço de venda para as distribuidoras.

O repasse do reajuste para o preço final pago pelos consumidores depende de distribuidores, revendedores, impostos, além da mistura obrigatória de etanol anidro na composição da gasolina vendida nos postos.O aumento do preço da gasolina nas refinarias ocorre em meio a uma alta do dólar frente ao real na semana, que encarece as importações, e também em função da queda do preço do barril de petróleo.

Quanto ao diesel, a Petrobras informou na semana passada a redução de 15,3% do preço médio do produto em suas refinarias e terminais, para R$ 1,7984 por litro. O reajuste será válido até 15 de dezembro e corresponde ao quinto período da 3ª fase do programa federal de subvenção ao preço do diesel.

A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior periodicidade, inclusive diariamente. A política leva em consideração o câmbio e também os preços do petróleo no mercado internacional, além de outros fatores.

Desde o início da nova metodologia, o preço da gasolina nas refinarias acumula alta de 18,79% e, o do diesel, valorização de 32,65%, segundo dados do Valor Online.

Preço nas bombas

O preço médio da gasolina para o consumidor terminou a semana passada em queda de 1%, o que representa um recuo de apenas R$ 0,04, para o total de R$ 4,505 por litro, segundo levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP).

No mês de novembro, a queda do valor nas bombas foi de cerca de 4%, ou o equivalente a R$ 0,21. A queda foi bem menor do que a promovida nas refinarias, de 1,3% na semana e 17% no mês, aproximadamente.

Pelos números do IBGE, a queda média nos preços da gasolina nos postos do país foi de 2,42% em novembro. No ano, entretanto, a alta acumulada ainda é de 12,66%.

Segundo cálculo mais recente da Petrobras, o preço que a empresa cobra nas refinarias representa menos de um terço (26%) do valor pago pelos consumidores. Os números sugerem que, nos últimos meses, os postos vêm aumentando sua margem de lucro.

Senar - square junho21

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Auxílio emergencial: beneficiários do Bolsa Família recebem hoje
Economia
Caixa começa a pagar 3ª parcela do auxílio emergencial a 39 milhões
Economia
Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Aurora anuncia investimento de R$ 140 milhões em MS
Economia
Comércio gerou de janeiro a abril R$ 987,850 mi de ICMS
Economia
Nascidos em outubro podem sacar 2ª parcela do novo auxílio emergencial
Economia
Auxílio Emergencial: Governo antecipa pagamento da 3ª parcela; veja novas datas
Economia
Nascidos em setembro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
Economia
Sete dicas para proteger seu bolso da aceleração da inflação

Mais Lidas

Polícia
Mulher é levada para dentro da mata por bandidos e morta com tiro na cabeça
Polícia
Casal briga e vizinho tenta intervir mas passa mal e morre
Saúde
Jovem de 17 anos, sem comorbidades, está entre as 38 vítimas da covid em 24h
Saúde
Lote com 97.500 doses de vacina contra covid chegam hoje a MS