Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Justiça

Carrefour deposita R$ 1,1 milhão, mesmo viúva de João Alberto recusando acordo

Até agora, o Carrefour finalizou oito acordos com os quatro filhos de João Alberto, o pai, a irmã, a enteada e a neta dele

29 abril 2021 - 10h46Marcos Tenório, com informações do Uol

O Carrefour anunciou nesta quarta-feira (28), que fez um deposito de R$ 1,1 milhão para a viúva de João Alberto, - o Beto - morto após ser agredido por seguranças no estacionamento de uma unidade em Porto Alegre, no final do ano passado. Ao todo seis pessoas se tornaram réus pelo crime, e dois seguranças seguem presos. 

Para Carlos Barata, um dos advogados da viúva, o depósito foi considerado uma forma para pressionar por um acordo. "Tentando pressionar. Mas a meu ver é um tiro no pé", entende. Ele teria informado que as negociações foram encerradas em 24 de março, quando Milena recusou R$ 1 milhão — ela pedia R$ 5 milhões. 

"Se houve o depósito, é um absurdo. O Carrefour acha que pode fazer o que quer com a vida dos outros? Querem empurrar goela abaixo. É mais uma bizarrice do Carrefour. Não tem acordo (extrajudicial) com eles. É uma cartada extremamente arriscada. Se depositaram esse valor, vamos devolver", observa o advogado Hamilton Ribeiro, que também defende a viúva. 

Segundo publicou o portal UOL, o Carrefour informou que "em momento algum a intenção é pressionar um acordo" e que o depósito é uma "boa ação" da rede de supermercados. Além disso, a marca francesa afirmou que os advogados estão dificultando as tratativas com a viúva e cobrando honorários acima da tabela da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). 

O advogado Ribeiro negou as acusações do Carrefour, as quais classificou como "inverdades". "Nosso contrato está dentro dos parâmetros estabelecidos pela OAB", disse o advogado. 

Um dos motivos para a recusa em março da quantia é que o valor oferecido é o mesmo pago pela morte do cão Manchinha, após ser espancado por um segurança, também no Carrefour de Osasco (SP). O caso aconteceu em 2018. A marca francesa assinou um termo de compromisso e destinou R$1 milhão para órgãos ligados à causa animal. 

Até agora, o Carrefour finalizou oito acordos com os quatro filhos de João Alberto, o pai, a irmã, a enteada e a neta dele. 

Genetica 1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
GAECO apura fraudes no sistema do Detran
Justiça
STF apura suspeita de ataque hacker e tira site oficial do ar
Justiça
Justiça de SP manda trocar IGPM por IPCA em duas ações sobre aluguel
Justiça
Justiça derruba bloqueio de R$22 milhões contra a Solurb
Justiça
STF deve concluir julgamento que confirma sobre parcialidade de Moro
Justiça
Daniel Castro será secretário geral dos ouvidores eleitorais
Justiça
STF aceita por unanimidade denúncia contra Daniel Silveira
Justiça
Eduardo Cunha tem prisão revogada pelo TRF-4
Justiça
Tribunal de Justiça quer maximizar conciliações e mediações no Estado
Justiça
Entrar em presídio com chip de celular não é crime, decide STJ

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio