Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 99647-9098
TJMS topo
Justiça

TJ-MS inocenta juiz Paulo Afonso

Após quase dois anos de investigação, justiça não encontrou elementos contra o magistrado

19 fevereiro 2020 - 20h57Da Redação

O juiz Paulo Afonso foi inocentado de uma hipotética colaboração, com seu colega Aldo Ferreira da Silva Júnior, em decisão nesta quarta-feira (19) do Tribunal de Justiça de MS. 

O rumoroso caso, teve inclusive a prisão da mulher de Aldo, a advogada Emmanuelle Alves Ferreira da Silva. Ela foi acusada de dar um golpe no aposentado Salvador José Monteiro de Barros, 72 anos, residente em Petrópolis (RJ), e seu marido o juiz Aldo de a ter ajudado.

Após dois anos de investigação, porém, por onze votos a quatro, o TJ-MS não encontrou elementos que incriminassem Paulo Afonso, e ele pode seguir sua carreira na magistratura, já que a investigação contra ele acaba de ser arquivada.

Em relação ao juiz Aldo Ferreira da Silva Júnior, ainda não existe um veredicto e ele segue respondendo a  inquérito no TJ-MS.

Assembleia - Mais ALEMS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Justiça Federal autoriza Cervejaria Bamboa a fabricar álcool em gel
Justiça
Gilmar Mendes decide manter recomendação de soltar presos devido à pandemia
Justiça
STF barra pagamento de dívida e MS terá R$ 30 milhões mensais para combate à epidemia
Justiça
Justiça absolve pastor vice-presidente de abrigo acusado de estuprar adolescente
Justiça
Defesa usa coronavírus para "soltar" Jamil e juiz nega pedido
Justiça
Cartórios suspendem atendimento presencial por tempo indeterminado
Justiça
Câmara de Vereadores fecha por tempo indeterminado em Dourados
Justiça
Liminar do TJ libera prisão domiciliar para devedores de pensão alimentícia
Justiça
OAB-MS suspende atividades para evitar contágio do coronavírus
Justiça
TJ-MS adia prova do concurso para titular de cartórios

Mais Lidas

Justiça
Justiça Federal autoriza Cervejaria Bamboa a fabricar álcool em gel
Geral
McDonalds doa refeições para profissionais da saúde na capital
Justiça
Gilmar Mendes decide manter recomendação de soltar presos devido à pandemia
Saúde
Com três novos casos, MS chega a 31 pessoas com coronavírus