Menu
Menu
Busca sexta, 12 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Opinião

OPINIÃO: As eleições da França e a lição para o Brasil

08 julho 2024 - 08h50Ciro Nogueira    atualizado em 08/07/2024 às 08h54
Marcus Cirillo

 As eleições para a França deixam uma lição pedagógica para todo o mundo e o Brasil. Os setores extremistas, que possuem tentações majoritárias e dominantes em ambos os polos, procuram o tempo todo desqualificar os que pensam diferente, mesmo que possuam inúmeros pontos de convergência com pontos centrais de sua agenda.

No Brasil não é diferente. Os setores mais vigorosos da Direita ainda imaginam que podem, sozinhos, ser referendados pela vontade popular. Mas o povo brasileiro não é de extremismos. É por essa percepção deslocada que setores conservadores, identificados com premissas liberais clássicas, com princípios econômicos, mas que não enfatizam, por exemplo, questões de costumes, são muitas vezes estigmatizados pelas correntes mais fundamentalistas da Direita brasileira.

Nada contra que cada corrente professe suas preferências e posturas. A democracia, afinal, é isso. Mas o que os acontecimentos da França demonstram é que a construção de uma maioria exige mais do que convicção. Exige a capacidade de congregar em torno de um projeto nacional, de uma nação que não possui um pensamento único, mas múltiplo, um projeto maior do que o de qualquer corrente. Caso contrário, mesmo setores que partilham valores comuns podem ser lançados pela dinâmica de rejeição da polarização a uma lógica plebiscitaria em que o extremismo se torne pior do que a união de forças contra ele.

Para aqueles da Direita brasileira que entendem que ela é o começo, o meio e o fim, fica o alerta da França: a democracia não possui um único caminho quando o extremismo se apresenta como a direção inevitável. A esquerda também deve aprender com o dia de hoje. Ganhou, mas não é majoritária também. Foi a vitória da derrota. Ou a derrota da vitória.

Quando os extremos se enfrentam, a fragmentação triunfa e as diferenças sobressaem. Como deve ser. Mas, para a Direita, tão crítica e impiedosa com os seus próprios, fica o recado.

Reportar Erro
Marcus Cirillo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fayez Risk
Opinião
OPINIÃO: O conforto perdido no centro da cidade
O advogado, Sergio Maidana
Opinião
OPINIÃO: Coração Peludo
Fayez Risk
Opinião
OPINIÃO: O Centro de Campo Grande ainda tem solução
Funtrab tem vagas para carreteiro, auxiliar de limpeza e pedreiro
Opinião
Funtrab tem vagas para carreteiro, auxiliar de limpeza e pedreiro
Fayez Risk
Opinião
OPINIÃO: Plano Lerner na história do desenvolvimento urbano de Campo Grande
Fayez Risk
Opinião
OPINIÃO: OS ELEFANTES DA VERTICALIZAÇÃO
Fayez Risk
Opinião
OPINIÃO: OBRIGADOS A REPENSAR NOSSO LUGAR

Mais Lidas

Tempo amanheceu nublado e característico de frio
Clima
Nova frente fria desembarca em MS trazendo ainda mais instabilidade
O caso foi registrado na Depac Cepol em Campo Grande
Justiça
Juiz determina que Cepol receba flagrantes de tráfico de drogas
Caso foi registrado na Depac Cepol, em Campo Grande
Polícia
Jovem denuncia ameaças sobre cobranças e agiota é preso em Campo Grande
Clima ficará ameno com a passagem da frente fria
Clima
Frio se mantém mesmo com máximas voltando a subir em MS nesta quinta-feira