Menu
Busca domingo, 25 de julho de 2021
(67) 99647-9098
Governo - covid atitudes
Política

Cai aumento salarial do Executivo

O subsídio estava elencado junto ao projeto de lei orgânica municipal e uma emenda para retirada foi aprovada

18 dezembro 2018 - 12h52Rayani Santa Cruz

Por unanimidade, os vereadores da Câmara de Campo Grande – 28 votos –,  retiraram o aumento salarial referido ao prefeito e secretários do projeto de lei 79/18 que acrescenta e altera dispositivos à Lei Orgânica da capital. Os parlamentares optaram pela derrubada da emenda na sessão desta terça-feira (18), depois de o descontentamento da população e até mesmo do prefeito Marquinhos Trad, ter declarado ser contra devido à crise econômica.

Todas as bancadas votaram inicialmente a favor da retirada da emenda ao projeto, e após isso, os dispositivos acrescentados a lei foi aprovado por unanimidade.

Vereadores como Otávio Trad, Betinho e Carlão disseram na tribuna que a oportunidade da segunda discussão, foi louvável devido a melhor análise da situação. Betinho, por exemplo, havia votado a favor da emenda em primeira discussão.

Chiquinho Telles (PSD), que também votou a favor, disse em entrevista que a mudança foi devido ao clamor da população e que não é "feio rever os conceitos e voltar atrás quando se muda de opinião".

Os vereadores Andre Salineiro e Vinicius Siqueira que foram contra desde a apresentação da proposta, agradeceram os colegas pelo entendimento e pela reconsideração. “Eu faço uma declaração de Justiça, pois, podemos perceber essa mesma situação passando em várias cidades do país, aumentos votados em dezembro mesmo com desaprovação do povo. Eu sempre fui contrário ao aumento e agradeço a Casa por ouvir a população, e por recuar. Obrigado a população e aos vereadores”, declarou Vinicius Siqueira.

Com a emenda aprovada, todos os aumentos previstos para o poder Executivo a partir de janeiro de 2019 foram extintos. Dessa forma, outros dispositivos do projeto que, segundo os parlamentares, são benéficos à cidade continuam no projeto e seguem aprovados.

Cruzeiro do Sul - 44 anos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Eleições 2022: Bolsonaro diz que filiação ao PP é uma possibilidade
Política
Bolsonaro defende tratamento precoce e critica 'Protocolo Mandetta'
Política
Escola na área rural de Caracol passará por reforma pelo 'Governo Presente'
Política
Com receita de R$ 18,47 bilhões, governador sanciona LDO para 2022
Política
No Butantan, Paulo Corrêa pede mais vacinas
Política
Bolsonaro anuncia Senador Ciro Nogueira para comando da Casa Civil
Política
Governador libera investimento de mais de R$ 8 milhões para a Cultura
Política
Bolsonaro afirma que haverá ‘mudança ministerial’
Política
Bolsonaro diz que provará fraude nas eleições, 'vão vir hackers para mostrar'
Política
Governador entrega obras de UBS, escola e inaugura unidade dos Bombeiros

Mais Lidas

Polícia
Mãe e filha são ameaçadas e têm carro riscado ao pedir para vizinha abaixar o som
Polícia
Pais são presos suspeitos de torturar, abusar e matar filho de 1 ano
Polícia
Funcionária esquece cartão em sacola de roupas e cliente gasta R$ 856
Polícia
Atirador em gol rebaixado faz uma vítima no Moreninhas III