Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Após mortes do ano passado, 16 Estados ficam sem antirrábica

20 dezembro 2011 - 11h27Marcia Ribeiro

Sem a distribuição de vacinas pelo Ministério da Saúde, 16 Estados, incluindo São Paulo, chegarão ao final deste ano sem a realização de campanhas contra a raiva em cães e gatos. Pior: não há sequer um calendário oficial de vacinação para 2012.

O ministério diz que o cronograma de aplicação foi comprometido em razão de um processo mais detalhado de produção e análise das vacinas, para que não se repetisse o que ocorreu em 2010 --a campanha foi suspensa depois de mortes de bichos.

No caso de São Paulo, é a primeira vez desde 1975 que não é realizada oficialmente uma campanha antirrábica.

Segundo o Ministério da Saúde, neste ano apenas os Estados do Nordeste e o Pará receberam vacinas para campanhas. As doses também foram enviadas ao Mato Grosso do Sul, mas só para a fronteira com a Bolívia.

O envio das vacinas seguiu critérios de prioridade, para regiões onde houve casos mais recentes da doença.

A raiva matou duas pessoas neste ano no Brasil, ambas no Maranhão. Já casos de raiva em cães e gatos foram registrados em dez Estados.

A maioria é do Nordeste, mas São Paulo entrou na lista, pois um gato que morreu na capital neste mês teve raiva transmitida por morcego.

SEM PRAZO

O diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, disse que, em relação ao Sudeste e a outras regiões que ainda não receberam as doses, é "precoce" falar em datas para 2012. "Vai depender da entrega das vacinas."

Foram compradas 32 milhões de doses de um laboratório nacional, o suficiente para atender a todo o país, mas um lote de oito milhões foi devolvido porque não passou em análises laboratoriais.

Mais dez milhões de doses foram importadas, mas também houve atraso no processo de análise dessas vacinas, afirmou Maierovitch.

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Prêmio principal da mega-sena sai para SP
Brasil
STF disciplina fornecimento pelo SUS de remédio sem registro
Brasil
STF começa a julgar fornecimento de remédios de alto custo pelo SUS
Brasil
Governo está reavaliando decreto de armas, diz porta-voz
Brasil
Bolsonaro não vai à manifestação de domingo e manda ministros se afastarem
Brasil
Toffoli defende que reformas devem "enxugar" a Constituição
Brasil
Bolsonaro se reúne com ministros no Palácio da Alvorada
Brasil
Ruptura iminente faz Vale paralisar ferrovia
Brasil
“Juízes devem zelar para que pactos sejam cumpridos", diz Toffoli
Brasil
Menores vítimas de violência sexual costumam mostrar sinais

Mais Lidas

Geral
Bosque dos Ipês terá exposição de animais marinhos de dez metros
Clima
Temperatura volta a cair nesta quarta-feira, em Mato Grosso do Sul
Polícia
Massacre deixa seis mortos na fronteira
Política
Reinaldo e Marquinhos apresentam plano para desassorear Parque das Nações