Menu
Busca quarta, 05 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Brasil

“Indevida, equivocada e inconsequente”, diz Marun sobre prisão de Temer

O ex-ministro fez críticas à decisão do juiz Marcelo Bretas

21 março 2019 - 15h32Da redação

O ex-ministro de Temer, Carlos Marun, criticou a decisão do juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, que culminou na prisão do ex-presidente na manhã desta quinta-feira (21), em São Paulo.

Para Marun, a decisão judicial é ilegal e a prisão “indevida, equivocada e inconseqüente”. “Uma prisão que revela o exibicionismo do judiciário e que se contrapõe ao Estado de Direito, não estão presentes em nenhum dos requisitos estabelecidos no artigo 412, do nosso código penal, que justifique uma prisão preventiva”, rebateu.

Marun diz ainda que a decisão é um atentado a estabilidade econômica do país. O ex-ministro questiona o porque Temer não foi intimado para alguma oitiva e dispara e quais os reais motivos da prisão. “Penso que até o motivo dessa prisão era o que se deveria ser alvo de uma investigação”, concluiu.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Soldado é encontrado morto em quartel e família suspeita de tortura
Brasil
Corte de energia por falta de pagamento volta nesta segunda
Brasil
Dentista mata a esposa e comete suicídio
Brasil
Vídeo: Desembargador dispara xingamento durante sessão virtual
Brasil
Após evento com Tereza Cristina, Michelle testa positivo para coronavírus
Brasil
Vídeo: Diadema tem solução “mágica” para conter aglomerações
Brasil
Coronavírus mata técnico de enfermagem de 22 anos
Brasil
“Playboys” furam quarentena e carros de luxo são levados por maré
Brasil
Vídeo: Avião monomotor cai e deixa dois homens feridos
Brasil
Bolsonaro revela que 3º teste para coronavírus deu negativo

Mais Lidas

Justiça
"Fecha ou não fecha", Justiça dá três dias para Marquinhos se posicionar
Internacional
Área de explosão tinha galpões com produto químico, diz Governo Libanês
Justiça
TJ bate recorde em julho
Internacional
Sobe para 50 número de mortos por explosão em Beirute