Menu
Busca terça, 18 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Brasil

Lei Acesso à Informação completa um ano com baixa presença em estados e municípios

16 maio 2013 - 11h46Reprodução

A Lei de Acesso à Informação completa hoje (16) um ano em vigor com avanços na área de gestão e transparência de informações públicas. Mesmo vinculando os Três Poderes inseridos em todos os níveis da federação – municipal, estadual e federal – a plena aplicação da norma em todo o país ainda é um objetivo distante.

Levantamento da Controladoria-Geral da União (CGU) aponta que, até o início do ano, a Lei de Acesso estava regulamentada em apenas 12 estados: Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Em relação aos 253 municípios com população superior a 100 mil habitantes, a norma foi regulamentada em apenas 8%. Segundo a CGU, 37% das capitais estão nesta situação: Rio Branco, Manaus, Brasília, Vitória, Belo Horizonte, Campo Grande, Belém, Rio de Janeiro, Florianópolis e São Paulo.

Somente na esfera federal, onde houve maior envolvimento com a elaboração e aprovação da lei em 2011, Executivo, Legislativo e Judiciário (considerados apenas os tribunais superiores) registram cerca de 120 mil demandas no último ano. O Executivo foi o que mais motivou participação social, com 87,1 mil pedidos.

“Pudemos observar avanços neste primeiro ano, especialmente em relação ao processamento de pedidos de informação. A responsividade dos órgãos públicos é maior, o prazo de resposta em geral é menor e, em alguns casos, foram criados sistemas eletrônicos que facilitam muito a vida do cidadão”, analisa Paula Martins, diretora na América do Sul da organização não governamental (ONG) Artigo 19, que atua em diversos países e defende a liberdade de expressão e de informação.

Mesmo com a resposta favorável do aparelho estatal, especialistas avaliam que a lei precisa de um órgão nacional independente, com abrangência interpoderes, para reunir informações e fiscalizar o cumprimento da norma.

“O ideal seria a Lei de Acesso determinar um órgão para fazer a fiscalização e ver como seria seguida essa norma, como existe no Chile e no México. Sem esse órgão é difícil falar em implementação adequada em todas as esferas e âmbitos”, analisa o coordenador da área de acesso à informação da Artigo 19, Alexandre Andrade Sampaio.

Via Agência Brasil

Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Suzane von Richthofen deixa presídio para 'saidinha' temporária
Brasil
Covid: Saúde diz que já distribuiu 90 milhões de doses de vacina
Brasil
Salário mínimo pode subir para R$ 1.155,55 em 2022, mas sem ganho real
Brasil
MC Kevin é sepultado em SP
Brasil
Velório de MC Kevin tem aglomeração de fãs e muito choro
Brasil
Vídeo mostra desespero de amigos após queda de MC Kevin
Brasil
É Golpe: Link no WhatsApp promete celular de graça na Amazon
Saúde
Covid: Ministério distribuirá mais 6,4 milhões de doses de vacinas
Brasil
Vídeo: Mc Kevin teria caído ao tentar fugir de "flagra" da esposa, diz modelo
Brasil
MC Kevin morre após cair do 11º andar de hotel

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio