Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Economia

Agricultura familiar já é praticada por 72,7 mil agricultores

05 novembro 2011 - 07h53Divulgação

Responsável por boa parte da produção de alimentos em Mato Grosso do Sul, agricultores familiares promovem este ano a 7ª Feira de Sementes Crioulas da Agricultura Familiar. O evento é realizado pela Federação da Agricultura Familiar (FAF/MS), Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), Embrapa e Prefeitura de Itaquiraí, e tem o governo do Estado como um dos principais parceiros.

Mato Grosso do Sul conta atualmente com 72.717 agricultores familiares, conforme a FAF. Desses, 41.104 são agricultores tradicionais e 31.613 são assentados pela reforma agrária. O número total de assentamentos é de 217.

Os assentados dos projetos de reforma agrária estão distribuídos em 177 assentamentos criados pelo Incra e em 40 criados pelo Estado, por meio do Crédito Fundiário, administrado pela Agraer. Para a agência, que é o órgão do governo estadual responsável pelo suporte a esse nível de produção, a Feira de Sementes Crioulas da Agricultura Familiar em Mato Grosso do Sul contribui para que mais agricultores familiares conheçam e passem a praticar uma agricultura adaptada à sua realidade local, principalmente com a produção de alimentos saudáveis. Na avaliação da Agraer, a realização desse evento propicia a valorização da produção dos agricultores familiares, a troca de conhecimentos, e a transferência de novas tecnologias adequadas às unidades de produção familiar.

Incentivo

A Agraer é uma grande incentivadora do evento em todo o território de Mato Grosso do Sul, em especial, naqueles municípios de grande concentração de agricultores familiares, com destaque para os que têm projetos de assentamentos. Esses dias de feira se tornam um instrumento importante para a divulgação das linhas de crédito para a Agricultura Familiar, com apresentação de máquinas e equipamentos, técnicas e processos agropecuários que visam à elevação da produtividade e da qualidade dos produtos, à capacitação de agricultores familiares em diferentes áreas temáticas, à troca de sementes entre os produtores e à demonstração de experiências práticas para a produção do setor.

Outro fator positivo é que serve de espaço de divulgação das atividades da agricultura familiar, de inserção desse segmento na sociedade e de reconhecimento da importância desse setor na produção dos principais itens alimentares que estão na mesa dos sul-mato-grossenses e de todos os brasileiros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Câmara aprova Refis com 100% de desconto em juros e multas
Economia
Caixa paga segunda parcela de auxílio emergencial nesta terça
Economia
Prefeitura da capital abre inscrições para feira online de artesanatos
Economia
Ao Vivo - Prefeitura apresenta balanço das finanças deste ano
Economia
33% dos negócios comandados por mulheres faliram durante pandemia
Educação
MEC adia prazo de inscrição do Enem para 23h59 de quarta-feira, 27 de maio
Economia
Itaú aprovou mais de R$ 5 bi em empréstimos novos para 300 mil clientes
Economia
Guedes estuda nova versão da Carteira Verde Amarela para retomar empregos
Economia
Empresários lançam movimento para fortalecer economia em MS
Economia
Governo avalia prorrogar auxílio emergencial

Mais Lidas

Política
Prefeitos querem adiar eleições municipais para 2022
Geral
Ipê é oficialmente árvore símbolo do Estado
Justiça
“Quem desvia dinheiro público em meio à pandemia, é sociopata”, diz procurador-geral
Política
"Fui gado, comi capim", diz deputado ex-bolsonarista