Menu
Menu
Busca quarta, 17 de abril de 2024
TJMS Abril24
Economia

Biometria vai substituir senhas bancárias em breve

24 outubro 2011 - 14h20Divulgação

Clientes bancários no Brasil estão se adaptando a uma nova tecnologia – o uso da biometria em caixas eletrônicos. A tecnologia identifica o cliente pela leitura das digitais, da palma da mão ou de outras características únicas e pode substituir o uso de senha.

O corretor de seguros Derick Crispin Gomes, 19 anos, considera que a tecnologia traz mais segurança. "A maior vantagem é a confiança que temos, pois as impressões digitais são únicas para cada pessoa, então acho que fica mais difícil para fraudes. Outra vantagem é a questão das senhas. O uso de muitas senhas acaba confundindo a gente, então o sistema traz benefícios", argumenta. Mas Derick também aponta desvantagens. "Existem muitas sugestões de sistemas de segurança, contudo considero que nenhum é realmente seguro. Uma das desvantagens é que por ser um sistema novo ainda apresenta algumas falhas no reconhecimento. Muitas vezes dá erro na leitura", disse.

O contabilista Melquiades Augusto, 42 anos, ainda não teve acesso ao novo sistema, mas espera experimentar logo a novidade. "Para mim, todas as tecnologias são boas para a sociedade, apostar em novidades que facilite a vida das pessoas é um ganho para todos nós, ainda mais essas novidades que trazem segurança. Eu usaria o sistema, e espero que ele chegue logo a todos os bancos", disse.

A biometria nos caixas eletrônicos no país começou a ser usada em 2006 pelo Bradesco. O banco escolheu a tecnologia Palm Secure, que captura a imagem do padrão vascular da palma da mão e funciona como uma senha. Atualmente, em todas as agências do banco é possível encontrar pelo menos um equipamento de autoatendimento com a tecnologia. Segundo o Bradesco, desde que a biometria foi adotada, cerca de 6 milhões de clientes optaram por usar sistema de leitura biométrica para realizar suas transações, instalado em 21.752 máquinas de autoatendimento.

No Banco do Brasil (BB), a expectativa é que a partir do próximo ano comecem a ser instalados os módulos nos caixas eletrônicos para que seja possível fazer o uso da biometria.

Segundo o gerente executivo da Unidade Gestão de Canais do BB, Pedro Acácio Bergamasco, a expectativa é que em 2013 todos os equipamentos estejam adaptados e os clientes não precisem mais usar senha nos caixas eletrônicos. Atualmente, o banco tem 40 mil caixas eletrônicos. "A tecnologia reduz a possibilidade de fraudes, como clonagem de cartão", disse Bergamasco. Quando os caixas estiverem adaptados, os clientes poderão fazer o cadastro biométrico nas próprias máquinas de autoatendimento.

A Caixa também tem projeto de uso das informações biométricas em caixas eletrônicos. No dia 18 de agosto, o banco anunciou que irá receber do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os dados do cadastro biométrico de eleitores. A ideia é usar as informações para garantir a segurança e evitar fraudes no pagamento de benefícios previdenciários e do Programa Bolsa Família e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Na época, o vice-presidente de Tecnologia da Caixa, Joaquim Lima de Oliveira, afirmou que no futuro será possível sacar benefícios sem usar senha e cartão, apenas por meio da digital do cidadão. De acordo com ele, atualmente muitos beneficiários perdem a senha ou recorrem a outras pessoas para sacar o benefício no banco.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Divulgação
Economia
Mercado Livre anuncia investimento de R$ 23 bi, maior valor destinado ao Brasil
Ministro da Fazenda, Fernando Haddad
Economia
Meta do governo é salário mínimo de R$ 1.502 em 2025, afirma Haddad
Foto: Istock
Economia
Dia das mães 2024: Gastos devem ficar 7% abaixo da média do ano anterior
Debate aconteceu no Ceará
Economia
MS participa de debate sobre política tributária estadual uniforme e questões federais
Na hora de abastecer, pesquisar é o melhor caminho
Economia
Pagar etanol ou gasolina aditivada no débito se torna melhor opção, aponta Procon
Dólar opera em alta
Economia
Dólar tem 3º alta consecutiva; moeda está cotada em R$ 5,12
Reunião aconteceu no estande da Fiems na Expogrande
Economia
Em reunião na Expogrande, conselho do FCO aprova R$ 148 milhões em recursos para MS
Setor de Serviços recua 0,9% após três meses de alta
Economia
Setor de Serviços recua 0,9% após três meses de alta
Secretários estaduais se reúnem para discutir aumento do ICMS em compras online
Economia
Secretários estaduais se reúnem para discutir aumento do ICMS em compras online
Bancos promovem mutirão de negociação financeira até 15 de abril
Economia
Bancos promovem mutirão de negociação financeira até 15 de abril

Mais Lidas

Acidente aconteceu no Monte Castelo
Polícia
Motociclista que morreu após bater em muro no Monte Castelo pilotava sem CNH
Janaina tinha 40 anos e trabalhava na Semed
Polícia
Identificada motociclista morta que bateu em muro de condomínio no Monte Castelo
Agetran divulga lista de multas aplicadas de 21 a 31 de março
Cidade
Multas de trânsito: saiba se você foi "canetado" entre 21 a 31 de março
Diogo Nantes morreu na hora
Polícia
JD1TV: Jovem morre após carro ser atingido pela haste da lona de um caminhão na MS-164