Menu
Menu
Busca quinta, 13 de junho de 2024
Prefeitura Refis Junho24
Economia

Campo Grande tem a quinta cesta básica mais cara do país

Pesquisa em novembro coloca o preço somente atrás de São Paulo, Porto Alegre, Florianópolis e Rio de Janeiro

07 dezembro 2022 - 06h30Vinicius Costa    atualizado em 07/12/2022 às 07h01

Uma pesquisa divulgada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), nesta terça-feira (6), colocou Campo Grande com a quinta cesta básica mais cara do país, custando R$ 738,53 no mês de novembro.

A capital sul-mato-grossense fica atrás somente de São Paulo, a mais cara do Brasil, Porto Alegre, Florianópolis e Rio de Janeiro.

Na comparação com novembro do ano passado, todas as capitais pesquisadas tiveram alta de preço, com variações que oscilaram entre 5,06%, em Recife, e 16,54%, em Belo Horizonte.

Entre outubro e novembro, as altas mais expressivas ocorreram em Belo Horizonte (4,68%), Florianópolis (2,96%), São Paulo (2,69%) e Goiânia (2,03%). Já as reduções ocorreram em Salvador (-2,12%), João Pessoa (-1,28%), Recife (-1,27%), Natal (-1,12%) e Aracaju (-0,69%).

A pesquisa indicou ainda que, em novembro, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria ser de R$ 6.575,30, ou 5,43 vezes o mínimo de R$ 1.212,00.

Em outubro, o valor necessário era de R$ 6.458,86 e correspondeu a 5,33 vezes o piso mínimo. Em novembro de 2021, o valor do mínimo necessário deveria ter ficado em R$ 5.969,17, ou 5,43 vezes o valor vigente na época, de R$ 1.100,00.

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet
Política
Simone Tebet vai ao Congresso para debater projeto da LDO de 2025
Dólar fecha a R$ 5,36, maior patamar desde novembro de 2022
Economia
Dólar fecha a R$ 5,36, maior patamar desde novembro de 2022
Com devolução da 'MP do Fim do Mundo', preço do combustível não deve aumentar em MS
Economia
Com devolução da 'MP do Fim do Mundo', preço do combustível não deve aumentar em MS
TJMS promove conciliação de precatórios e movimenta R$ 1,4 milhão
Justiça
TJMS promove conciliação de precatórios e movimenta R$ 1,4 milhão
Empresários da Capital esperam vender até 30% com o Dia dos Namorados
Economia
Empresários da Capital esperam vender até 30% com o Dia dos Namorados
MP do Pis/Cofins quebra segurança jurídica e "mata" agronegócio
Economia
MP do Pis/Cofins quebra segurança jurídica e "mata" agronegócio
Foto: Sindivarejo
Economia
Dia Livre de Impostos: Lojistas "pagam" por conscientização dos consumidores
Inês Santiago, presidente da FCDL, e Adelaido Vila, presidente da CDL-CG
Economia
'Dia Livre dos Impostos' deve arrecadar até R$ 10 milhões em Campo Grande
Compras na internet podem ficar mais caras com taxação
Economia
Senado aprova taxação de compras internacionais de até US$ 50
Petrobras anuncia redução de 7,6% no preço de venda do querosene de aviação
Economia
Petrobras anuncia redução de 7,6% no preço de venda do querosene de aviação

Mais Lidas

Sexta-feira não será feriadão
Geral
Sexta-feira não será feriadão
Vereador Claudinho Serra
Justiça
Justiça bloqueia bens de 19 pessoas e 9 empresas na operação Tromper; veja lista
Rua 14 de Julho
Geral
Abre e fecha de Santo Antônio: Confira o que funciona na Capital no feriado
 O baterista Doug "Cosmo" Clifford (de chapéu), o baixista Stu Cook (de óculos), da formação original, e os músicos da banda Credence Crearwater Revisited
Geral
Creedence Clearwater é confirmado em novembro na Capital