Menu
Menu
Busca quarta, 17 de abril de 2024
Economia

Comércio define horários de funcionamento em dezembro

16 novembro 2011 - 09h47Arquivo

Após quatro rodadas de negociações, comerciantes e Sindicato dos empregados no comércio de Campo Grande, chegaram a um consenso sobre o reajuste salarial para a categoria, bem como o horário de funcionamento do comércio no período que antecede as festas de final de ano.

O piso salarial passa de R$ 645,00 (seiscentos e quarenta e cinco reais) para R$ 710 (setecentos e dez reais), já para a função de caixa, ficou estabelecido como piso o valor de R$ 720,00 (setecentos e vinte reais), comissionados R$ 800,00 (oitocentos reais), auxiliar de comércio 645,00 (seiscentos e quarenta e cinco reais), Office boy e serviços gerais 585,00 (quinhentos e oitenta e cinco reais).

Sendo que as demais funções tiveram reajuste de 8,5% no piso salarial.

Para o presidente do SECCG (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande), Idelmar da Mota Lima, o reajuste ficou aquém do que era pleiteado pelo Sindicato, mas houve progresso nas negociações com os comerciantes.

"Sabemos das reais necessidades da classe e continuaremos batalhando para garantir poder de compra aos trabalhadores", enfatiza.

Horário especial de funcionamento do comércio no período que antecede as festas de natal e ano novo em Campo Grande;

De 5 a 9 de dezembro (segunda a sexta-feira), até as 20 horas;

Dia 10 (sábado) até 18 horas;

12 a 17 de dezembro (segunda a sábado) até 22 horas;

19 a 23 de dezembro até 22 horas ;

Dias 04,11 e 18 de dezembro (domingo) – das 9 às 17 horas;

24 de dezembro (véspera de Natal) até as 18 horas;

31 de dezembro (véspera de ano novo) até as 16 horas.

Shoppings:

24/12 – até 20 horas;

31/12 – até 18 horas;

Dias 21,22 e 23 - prorrogação de horário de atendimento até 23 horas

Domingo: 9 às 18 horas

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Divulgação
Economia
Mercado Livre anuncia investimento de R$ 23 bi, maior valor destinado ao Brasil
Ministro da Fazenda, Fernando Haddad
Economia
Meta do governo é salário mínimo de R$ 1.502 em 2025, afirma Haddad
Foto: Istock
Economia
Dia das mães 2024: Gastos devem ficar 7% abaixo da média do ano anterior
Debate aconteceu no Ceará
Economia
MS participa de debate sobre política tributária estadual uniforme e questões federais
Na hora de abastecer, pesquisar é o melhor caminho
Economia
Pagar etanol ou gasolina aditivada no débito se torna melhor opção, aponta Procon
Dólar opera em alta
Economia
Dólar tem 3º alta consecutiva; moeda está cotada em R$ 5,12
Reunião aconteceu no estande da Fiems na Expogrande
Economia
Em reunião na Expogrande, conselho do FCO aprova R$ 148 milhões em recursos para MS
Setor de Serviços recua 0,9% após três meses de alta
Economia
Setor de Serviços recua 0,9% após três meses de alta
Secretários estaduais se reúnem para discutir aumento do ICMS em compras online
Economia
Secretários estaduais se reúnem para discutir aumento do ICMS em compras online
Bancos promovem mutirão de negociação financeira até 15 de abril
Economia
Bancos promovem mutirão de negociação financeira até 15 de abril

Mais Lidas

Acidente aconteceu no Monte Castelo
Polícia
Motociclista que morreu após bater em muro no Monte Castelo pilotava sem CNH
Janaina tinha 40 anos e trabalhava na Semed
Polícia
Identificada motociclista morta que bateu em muro de condomínio no Monte Castelo
Agetran divulga lista de multas aplicadas de 21 a 31 de março
Cidade
Multas de trânsito: saiba se você foi "canetado" entre 21 a 31 de março
Diogo Nantes morreu na hora
Polícia
JD1TV: Jovem morre após carro ser atingido pela haste da lona de um caminhão na MS-164