Menu
Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2024
Camara Maio24 - TV camara
Economia

Concessão de crédito trouxe desafio para o setor de cobrança, diz especialista

08 dezembro 2016 - 10h47Agência Brasil

A expansão do mercado de crédito nos últimos anos e a consequente recessão trouxe o desafio às empresas na recuperação de débitos, segundo especialistas. O tema foi debatido hoje (8) durante seminário promovido pela Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi) na capital paulista.

Jefferson Frauches Viana, presidente do Instituto Gestão de Excelência Operacional em Cobrança (Geoc), que representa as empresas especializadas em recuperação de crédito, explica que o desemprego alto e os reflexos da crise criaram um cenário único no Brasil, em que a liquidez diminuiu e a recuperação de crédito se tornou difícil.

Segundo a Serasa Experian, em agosto deste ano, o país tinha 59,3 milhões de inadimplentes, ou cerca de 40% da população acima de 18 anos. O valor devido entre os consumidores brasileiros era de R$ 264,4 bilhões e, entre empresas, de R$ 105, 6 bilhões.

Estudo do Geoc aponta que 5% dos inadimplentes não sabem para quem estão devendo e 29% desconhecem o valor devido. A pesquisa mostrou que 77,6% desses devedores ganham até dois salários mínimos.

Educação financeira

Godofredo Barros, CEO da Ipanema Credit Management, especializada em cobrança, disse que a população das classes C, D e E passam, em média, por quatro momentos de inadimplência financeira em suas vidas. Ele disse que é comum que as pessoas com menor renda entrem em dívidas, façam a quitação, e depois voltem a se endividar. “O brasileiro não é mal pagador, só faltou educação financeira”, disse.

“Houve uma avalanche de concessão de crédito, essa concessão se deu de maneira rápida e para o consumidor despreparado, que não tinha educação financeira”, completou ele. De acordo com Godofredo, o setor vem buscando entender o perfil dos inadimplentes para modernizar a forma de cobrança.

Num modelo antigo, a cobrança era feita por meio de call center, em que os atendentes chegavam a fazer 30 ligações para o mesmo indivíduo numa mesma semana. Godofredo explica que essa estratégia está ultrapassada. “Temos que acertar o meio de comunicação, por e-mail, um link para acessar o portal com inteligência artificial. O sucesso chega na forma como a cobrança é feita”, disse.

Fim das ligações

Apesar de 83% dos inadimplentes possuírem um celular, eles preferem não negociar por ligação telefônica. “Cada vez mais, os jovens se tornam devedores e [eles] não gostam de falar ao telefone, querem outros meios”, disse Jefferson.

Levantamento do Geoc, feito com 176 mil devedores no país, indica que o e-mail é o principal meio usado atualmente, já que assim ocorreram 55,4% das negociações em 2015 e 46,4% neste ano. O telefone foi usado em 27,6% dos casos no ano passado e caiu para 20% este ano. O aplicativo Whatsapp foi usado em 7,6% dos casos no ano passado e cresceu para 14% este ano. O SMS foi o canal usado em 3,7% dos acordos e passou a 10,7% este ano.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsa Família realiza novos pagamentos neste mês
Economia
Parcela do Bolsa Família é paga para beneficiários de NIS final 6 nesta sexta
Receita Federal abre consulta de restituição do Imposto de Renda
Economia
Começa nesta quinta-feira consulta ao lote de restituição do IRPF
Novo Bolsa Família do Governo Federal
Economia
Parcela do Bolsa Família é paga para beneficiários de NIS final 5 nesta quinta
Receita Federal abre consulta de restituição do Imposto de Renda
Economia
Começa consulta a maior lote de restituição do IR da história
Novo Bolsa Família
Economia
Parcela do Bolsa Família é paga para beneficiários de NIS final 4 nesta quarta
Receita Federal abre consulta ao maior lote de restituição do IR na história
Economia
Receita Federal abre consulta ao maior lote de restituição do IR na história
Parcela do Bolsa Família é paga para beneficiários de NIS final 3 nesta terça
Economia
Parcela do Bolsa Família é paga para beneficiários de NIS final 3 nesta terça
BNDES estuda linha especial para reconstrução do Rio Grande do Sul
Economia
BNDES estuda linha especial para reconstrução do Rio Grande do Sul
IPVA vence dia 29 de maio
Economia
Atenção motoristas de MS: quinta parcela do IPVA vence dia 29 de maio
Governo perdeu R$ 3,4 bilhões em impostos com proibição de vapes, diz pesquisa
Economia
Governo perdeu R$ 3,4 bilhões em impostos com proibição de vapes, diz pesquisa

Mais Lidas

Amalha era corretora de imóveis
Polícia
Mulher encontrada morta no Porto Seco era corretora de imóveis
Frio em Mato Grosso do Sul
Clima
Mínima de 7°C: MS pode registrar 'o dia mais frio do ano' nos próximos dias
Carro da corretora é encontrado no Indubrasil
Polícia
JD1TV AGORA: Carro de corretora morta é encontrado no Indubrasil
Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora assassinada iria encontrar 'ex-paquera' para cobrar dívida de R$ 20 mil