Menu
Busca segunda, 01 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Economia

Em MS, criadores manejam o gado por causa das cheias

24 abril 2011 - 06h56Luis Henrique Correa - G1

Criadores de gado formam comitivas para tirar o rebanho das áreas alagadas e seguir para pastos secos.

Em Mato Grosso do Sul o som do berrante anuncia um dia de muito trabalho. A água já está chegando à sede da fazenda de Glaúdio Garcete. O pecuarista faz cria, recria e engorda no Pantanal do Nabileque. Ao todo são 2200 cabeças de gado, que aos poucos estão sendo removidas por causa da aproximação das águas.

Pelo caminho a travessia é difícil. É preciso ter calma. Alguns animais não resistem.

O trabalho continua no mangueiro, é hora de preparar a nova comitiva que vai levar os animais para um lugar seco onde ficam até o fim da cheia.

O Pantanal não para de encher e o fazendeiro não pode perder tempo. Por isso, separa o gado e faz uma viagem de 40 quilômetros até outra fazenda para terminar a engorda. Isso custa caro para o fazendeiro, o gado só volta depois de seis meses.

Os animais mais novos são divididos em lotes de terra onde a água ainda não chegou. Segundo as previsões, o pico de cheia no Pantanal deve ser atingido nesta semana.

Os peões que acompanham a comitiva ganham em média R$ 30 a diária. A viagem dura até duas semanas e como o esforço é grande, o gado perde peso no caminho. O calor é intenso e a mesma água que acaba com os pastos férteis, mata a sede.

A expectativa é que 2,4 milhões de cabeças sejam retiradas do Pantanal por causa da cheia.

Com informações do Globo Rural.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Saque-aniversário do FGTS para nascidos em maio e junho começa nesta segunda
Economia
Ações de crédito atingem quase R$ 1 trilhão, diz Febraban
Economia
Estados Unidos anuncia a doação de mais US$ 6 milhões ao Brasil
Economia
Caixa conclui pagamento da 1ª parcela do auxílio a novos aprovados
Economia
PIB brasileiro diminui e alcança 1,5% no 1º trimestre de 2020
Economia
Contas públicas têm resultado negativo em abril
Economia
Receita paga primeiro lote do Imposto de Renda nesta sexta-feira
É a primeira vez na história que o pagamento da restituição é feito no mês de maio
Economia
Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
Economia
FCO libera $ 146,1 milhões para empreendimentos em MS
Economia
Conta de luz ficará "mais barata" até dezembro

Mais Lidas

Brasil
Mandetta quer mudar ou sair de "quarentena"
Cidade
Grupo antifascista organiza protesto em Campo Grande
Geral
Mapa do Feminicídio é lançado nesta segunda e mostra dados alarmantes
Polícia
Fábio Trad usa as redes para apoiar manifestações de torcidas contra Bolsonaro