Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
(67) 99647-9098
TJMS abril21
Economia

Feriadão arrasta turistas para compras na fronteira

09 outubro 2010 - 10h51
Feriados prolongados são uma grande oportunidade para quem compra produtos importados no exterior. O dólar na casa de R$ 1,667 está no patamar mais baixo dos últimos dois anos. Com isso, Paraguai e Bolívia tornam-se destinos certos para aquisição de produtos eletrônicos, bebidas e vestuário. Mas é preciso estar atento às novas regras da Receita Federal para a entrada de bens no país. Ao retornar, o turista não pagará imposto sobre os bens trazidos na bagagem para uso pessoal. Roupas, sapatos, produtos de higiene e de beleza não são contabilizados na cota limite - US$ 500 (por via aérea) ou US$ 300 (por via terrestre). Até 12 litros de bebida alcoólica podem ser trazidos pelo consumidor. Para os cigarros, o limite é de dez caixas. Em geral, bens diversos ficam limitados a três unidades idênticas por viajante. Denilson Gonzaga, que coordena grupos em viagens ao exterior, diz que fazer compras na Bolívia não está compensando para os turistas. “Ficou complicado, porque agora estão limitando a cota para apenas dez itens, independente do tipo. No Paraguai, dá para trazer até cinco itens de cada tipo, até o limite de US$ 300”, afirma. Em períodos de feriadão, a maioria dos turistas prefere visitar as cidades estrangeiras, como Pedro Juan Caballero (Paraguai) e Puerto Quijarro (Bolívia). Mas o lado brasileiro também oferece atrativos e se beneficia com o turismo de compras. O diretor da Associação Comercial de Ponta Porã, João Augusto Biolchi, explica que o comércio local tem alternativas variadas para quem quer conhecer a cidade. “Temos bares, restaurantes e hotéis para que o turista se sinta à vontade e também consuma no Brasil”, afirma. Fonte: Midia Max
APP JD1_apple

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Auxílio Emergencial: Começa hoje pagamento para beneficiários do Bolsa Família
Economia
"Preservar setor e manter renda", diz Riedel sobre prorrogar ICMS de bares e restaurantes
Economia
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022
Economia
Nascidos em maio recebem auxílio emergencial nesta quinta
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em abril
Economia
Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina hoje
Economia
Em reunião Senador Nelsinho Trad tenta destravar R$ 67,7 milhões para MS
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em fevereiro
Economia
Auxílio Emergencial, como sobreviver com esse valor? Veja dicas
Economia
MS fecha fevereiro com saldo positivo em geração de empregos na indústria

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio