Menu
Menu
Busca quarta, 19 de junho de 2024
Governo Dengue - Jun24
Economia

Feriadão arrasta turistas para compras na fronteira

09 outubro 2010 - 10h51
Feriados prolongados são uma grande oportunidade para quem compra produtos importados no exterior. O dólar na casa de R$ 1,667 está no patamar mais baixo dos últimos dois anos. Com isso, Paraguai e Bolívia tornam-se destinos certos para aquisição de produtos eletrônicos, bebidas e vestuário. Mas é preciso estar atento às novas regras da Receita Federal para a entrada de bens no país. Ao retornar, o turista não pagará imposto sobre os bens trazidos na bagagem para uso pessoal. Roupas, sapatos, produtos de higiene e de beleza não são contabilizados na cota limite - US$ 500 (por via aérea) ou US$ 300 (por via terrestre). Até 12 litros de bebida alcoólica podem ser trazidos pelo consumidor. Para os cigarros, o limite é de dez caixas. Em geral, bens diversos ficam limitados a três unidades idênticas por viajante. Denilson Gonzaga, que coordena grupos em viagens ao exterior, diz que fazer compras na Bolívia não está compensando para os turistas. “Ficou complicado, porque agora estão limitando a cota para apenas dez itens, independente do tipo. No Paraguai, dá para trazer até cinco itens de cada tipo, até o limite de US$ 300”, afirma. Em períodos de feriadão, a maioria dos turistas prefere visitar as cidades estrangeiras, como Pedro Juan Caballero (Paraguai) e Puerto Quijarro (Bolívia). Mas o lado brasileiro também oferece atrativos e se beneficia com o turismo de compras. O diretor da Associação Comercial de Ponta Porã, João Augusto Biolchi, explica que o comércio local tem alternativas variadas para quem quer conhecer a cidade. “Temos bares, restaurantes e hotéis para que o turista se sinta à vontade e também consuma no Brasil”, afirma. Fonte: Midia Max

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Novo Bolsa Família do Governo Federal
Economia
Beneficiários do NIS final 3 recebem parcela do Bolsa Família nesta quarta
Passeio pela Fazenda Estância Mimosa em Bonito MS
Economia
Projeção da CNC estima que turismo cresça 2,7% em 2024
Foto: Divulgação
Economia
Exportações de industrializados crescem 10% em 2024 em MS
Novo Bolsa Família
Economia
Beneficiários do NIS final 2 recebem parcela do Bolsa Família nesta terça
Longen apresenta demandas do setor industrial de MS para presidente de banco
Economia
Longen apresenta demandas do setor industrial de MS para presidente de banco
Pedágio da CCR MSVia na rodovia federal BR-163
Geral
CCR-MSVia reajusta tarifas de pedágio na BR-163 em Mato Grosso do Sul
Ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet
Política
Simone Tebet vai ao Congresso para debater projeto da LDO de 2025
Dólar fecha a R$ 5,36, maior patamar desde novembro de 2022
Economia
Dólar fecha a R$ 5,36, maior patamar desde novembro de 2022
Com devolução da 'MP do Fim do Mundo', preço do combustível não deve aumentar em MS
Economia
Com devolução da 'MP do Fim do Mundo', preço do combustível não deve aumentar em MS
TJMS promove conciliação de precatórios e movimenta R$ 1,4 milhão
Justiça
TJMS promove conciliação de precatórios e movimenta R$ 1,4 milhão

Mais Lidas

Inverno 2024
Clima
Inverno começa nesta semana e deve ter temperaturas acima da média em 2024
Menina fez o jogo e guardou o bilhete em casa
Geral
50 milhões! Criança acerta números da Mega-Sena, mas pais esquecem de pagar aposta
Sol raiou em Campo Grande
Clima
Tempo seco breca chegada de frente fria e calor se mantém nesta terça em MS
Breno Souza Firmino, de apenas 16 anos, atuava como volante na equipe SUB-17 da Portuguesa
Polícia
Adolescente de time de MS morre na Capital