Menu
Menu
Busca sábado, 13 de abril de 2024
Economia

Selo em produtos industrializados ajuda consumidor a escolher alimento saudável

29 maio 2016 - 17h55EBC

Um selo com até cinco estrelas estampadas em embalagens de alimentos industrializados tornou-se um aliado do consumidor. Na Austrália, a iniciativa ajuda famílias a escolher melhor o que comer entre os alimentos ultraprocessados – aqueles industrializados prontos ou quase prontos, como pizzas, lasanhas, biscoitos recheados e refrigerantes.

Para que não estraguem e tenham boa aparência, esses produtos passam por procedimentos que retiram nutrientes naturais e alteram sua composição. Por causa da adição extra de sal/sódio, açúcar ou gordura, os alimentos ultraprocessados são prejudiciais à saúde e estão relacionados a doenças como a obesidade e a hipertensão. Na Austrália, mais da metade dos adultos (63%) estão acima do peso ou é obesa. No Brasil, 52% da população tem sobrepeso.

Em Curitiba para participar da 22ª Conferência de Promoção da Saúde, Heather Yeatman – uma das idealizadoras da iniciativa na Austrália e professora da Universidade de Wollongong – explica que o selo foi uma demanda do governo do país, pressionado pela sociedade. Traduzindo um modelo estatístico que avalia os ingredientes da cada produto, o sistema classifica os alimentos com uma escala que vai de meia a cinco estrelas, colocadas na frente do produto.

Segundo a especialista, as informações nutricionais no verso dos produtos, já previstas naquela país, assim como no Brasil, não são compreensíveis ao ponto de orientar o consumidor sobre o que comer ou o que deixar na prateleira do supermercado. “Essas informações vêm em letras pequenas, difíceis de ler, no verso, e são difíceis de interpretar”. Já as estrelas da classificação traduzem essas informações nutricionais de forma clara, por assimilação.

Concorrência e saúde

Com adesão voluntária da indústria de ultraprocessados australiana, os cereais matinais foram os primeiros. As estrelas acabaram provocando concorrência no setor, conta a australiana. “As empresas começaram a alterar a composição de seus produtos para torná-los melhores.”

Aliada à promoção da alimentação saudável e da regulação da publicidade desse tipo de produto, a implantação do selo nas embalagens é uma importante estratégia para ajudar a enfrentar problemas de saúde como obesidade, destaca a professora de Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) Inês Rugani. Ela defende mudança na legislação no Brasil para que informações desse tipo sejam implementadas.

“Eles chegaram a um ponto que conseguiram identificar que produtos abaixo de 2,5 estrelas não eram recomendados para a saúde e orientaram as campanhas para que as pessoas só consumissem aqueles acima de três estrelas, no mínimo”, disse Inês. Ela também acredita que a publicidade influencia o consumo de ultraprocessados e deve ser restringida.

No Brasil, pesquisa recente mostra que mais de dois em cada grupo de dez adolescentes estão acima do peso. De acordo com o estudo Erica, divulgado recentemente pelo Ministério da Saúde, um em cada grupo de cinco adolescentes hipertensos, entre 12 e 17 anos, cerca de 200 mil, poderia não ter a doença caso não fosse obesos.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Debate aconteceu no Ceará
Economia
MS participa de debate sobre política tributária estadual uniforme e questões federais
Na hora de abastecer, pesquisar é o melhor caminho
Economia
Pagar etanol ou gasolina aditivada no débito se torna melhor opção, aponta Procon
Dólar opera em alta
Economia
Dólar tem 3º alta consecutiva; moeda está cotada em R$ 5,12
Reunião aconteceu no estande da Fiems na Expogrande
Economia
Em reunião na Expogrande, conselho do FCO aprova R$ 148 milhões em recursos para MS
Setor de Serviços recua 0,9% após três meses de alta
Economia
Setor de Serviços recua 0,9% após três meses de alta
Secretários estaduais se reúnem para discutir aumento do ICMS em compras online
Economia
Secretários estaduais se reúnem para discutir aumento do ICMS em compras online
Bancos promovem mutirão de negociação financeira até 15 de abril
Economia
Bancos promovem mutirão de negociação financeira até 15 de abril
Governador durante evento nesta quarta-feira (10)
Economia
Expocanas 2024: Governo de MS reduz ICMS das sucroenergéticas para 1,8%
IBGE apresentou índices da inflação
Economia
Inflação para famílias com renda mais baixa fica em 0,19%
Alguns itens e produtos ficaram mais caro neste mês de março
Economia
Planos de saúde, tomate e cebola influenciam inflação de março

Mais Lidas

JD1TV: Peladão, homem é flagrado correndo com bumbum de fora na Mascarenhas de Moraes
Geral
JD1TV: Peladão, homem é flagrado correndo com bumbum de fora na Mascarenhas de Moraes
JD1TV: Homem que colocou fogo na ex-mulher se joga da ponte após cometer crime
Polícia
JD1TV: Homem que colocou fogo na ex-mulher se joga da ponte após cometer crime
Artistas confirmadas na Expogrande 2024
Comportamento
Expogrande 2024 divulga programação dos shows; confira as datas
Acidente congestionou rodovia
Polícia
AGORA: Grave acidente deixa pessoas mortas na BR-163, próximo a Anhanduí