Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Sebrae - Bonito
Economia

Só supermercados abrem no Dia de Finados na Capital

01 novembro 2011 - 06h51Arquivo

O comércio de Campo Grande não abre amanhã, Dia de Finados, à exceção dos supermercados, que estão autorizados a abrir por força de liminar concedida pela justiça. A informação é do Sindicato dos Empregados no Comércio da Capital – SEC/CG. Acordo entre as duas categorias (entidades que representam patrões e empregados) impede a abertura dos shopping centers, comércio central e periferia da cidade.

Um adendo à Convenção Coletiva de Trabalho dos empregados em supermercados favorece a categoria com o pagamento de vale compra no valor de R$ 35,00 que deve ser pago ao final do expediente de trabalho a todos os funcionários que trabalharem nesse dia. Além disso, segundo Nelson Benitez, vice-presidente do sindicato laboral, os supermercadistas têm de dar uma folga a todos os funcionários que trabalharem amanhã (2), num prazo de 60 dias.

CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Foi publicada no Diário Oficial da União a redução de impostos sobre videogames
Economia
Petrobras reduz preços de combustíveis nas refinarias
Economia
Caixa libera último saque do ciclo 2 do auxílio emergencial
Economia
Hub logístico multiplicará investimentos em Porto Murtinho
Economia
Beneficiários do Bolsa Família podem sacar 2ª parcela do auxílio extensão
Economia
Dólar fecha em queda pelo segundo dia seguido
Economia
Caixa já disponibilizou mais de R$ 25 bilhões para micro e pequenas empresas na pandemia
Economia
Procon Estadual tem atendimento especializado para superendividados
Economia
Saques de recursos do auxílio está disponível para nascidos em novembro
Economia
Dólar cai e fecha a R$ 5,60 com esperança de estímulo fiscal nos EUA

Mais Lidas

Polícia
Assassino de ator de 22 anos falsifica documento no Paraná
Economia
Foi publicada no Diário Oficial da União a redução de impostos sobre videogames
Cidade
Motorista atropela e mata 4 capivaras, e ainda deixa para-choques em canteiro
Brasil
“Esse preto não vai entrar no meu condomínio”, hamburgueria expõe caso de racismo