Menu
Busca terça, 15 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Prefeitura Refiz junho21
Polícia

João de Deus presta depoimento no Ministério Público de Goiás

Promotores precisam concluir, até domingo, denúncia contra o médium, que nega as acusações

26 dezembro 2018 - 13h52Da Redação com G1

Suspeito de abusos sexuais, João de Deus presta depoimento, nesta quarta-feira (26), na sede do Ministério Público de Goiás, em Goiânia. Os promotores precisam ouvi-lo para concluir a primeira denúncia contra o médium e encaminhá-la para o Poder Judiciário, o que precisa ser feito, no máximo, em até quatro dias, devido ao prazo legal. O médium nega ter cometido crimes durante atendimentos espirituais em Abadiânia.

João de Deus está preso no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, e saiu, sob forte escolta, para a sede do órgão. O trajeto dutou 15 minutos.

O médium chegou por volta das 10h ao MP-GO. No local, os agentes se posicionaram de forma com que não fosse possível filmar o momento em que o investigado desceu do carro e entrou no prédio. O depoimento começou cerca de 40 minutos depois.

Até a manhã desta quarta-feira, o MP-GO recebeu quase 600 denúncias, por e-mail, contra o médium.A esposa do médium João de Deus, Ana Keyla Teixeira, de 40 anos, prestará depoimento nesta quarta-feira (26), a partir de 13h, na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Goiânia. Ana Keyla, que tem defendido o marido, será interrogada pelo delegado Valdemir Pereira. Ela é mãe da filha mais nova do médium, acusado de crimes sexuais. Do total de relatos, a força-tarefa colheu 77 depoimentos de mulheres.

Assim como o MP-GO, a Polícia Civil de Goiás montou uma força-tarefa para apurar os crimes. Os policiais receberam 16 denúncias, sendo que nove viraram inquéritos. Um dos procedimentos já foi concluído e indiciou o médium por violação sexual mediante fraude. Conforme a investigação, o caso aconteceu em 24 de setembro e se trata do registro mais recente contra João de Deus.

Os promotores vão juntar o inquérito que a Polícia Civil concluiu com outros três relatos que recebeu para oferecer a primeira denúncia contra o médium. O documento precisa ser entregue ao Poder Judiciário até domingo (30), que é o prazo legal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Homem é autuado em R$ 10 mil por derrubada de árvores
Polícia
Campanha para identificação de desaparecidos é iniciada
Polícia
Caminhonete é encontrada com mais de 1,6 tonelada de maconha
Polícia
Motorista é flagrado conduzindo veículo segurando telefone celular durante blitz
Polícia
Ciclista morre atropelado por caminhão na BR-262 em Terenos
Polícia
Policial militar tem casa alvejada a tiros na fronteira
Polícia
Dupla é detida por caça ilegal, porte ilegal de arma de fogo e munições
Polícia
Indígena morre atropelado por carro e moto na BR-163
Polícia
Para não pagar pensão, homem faz disparos e ainda ameaça matar ex-mulher e quem estiver com ela
Polícia
Morador volta de viagem e encontra casa arrombada em Campo Grande

Mais Lidas

Cidade
Marquinhos autoriza comércio a operar
Geral
AO VIVO: Motorista é preso após tombar caminhão ao lado do Damha
Brasil
Criança morre após ser picada por escorpião
Geral
Governo manda prefeitos "assumirem seus atos"