Menu
Busca sexta, 18 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Polícia

Operação Integrada Rodovida 2018/2019 começa hoje

Em sua oitava edição, o foco é garantir aos usuários das vias e rodovias municipais, estaduais e federais a segurança, o conforto e a fluidez do trânsito

14 dezembro 2018 - 08h16Da Redação com Assessoria

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PM/MS), Polícia Municipal de Campo Grande, Agência Municipal de Transporte e Trânsito (AGETRAN), o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (DETRAN/MS) e o Gabinete de Gestão Integrada do Vida no Trânsito (GGIT), iniciam nesta sexta-feira (14), a Operação Integrada Rodovida 2018/2019. Em sua oitava edição, o foco da Operação é garantir aos usuários das vias e rodovias municipais, estaduais e federais a segurança, o conforto e a fluidez do trânsito, bem como compartilhar diretrizes e iniciativas direcionadas à prevenção e redução de acidentes de trânsito e da gravidade desses acidentes.

A Operação Rodovida é uma ação do Governo Federal e ocorre em todo o país, fazendo parte do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes no Trânsito – Pacto pela Vida, assinado pelo governo brasileiro em 2011. O projeto da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Década Mundial de Segurança Viária 2011-2020, tem como meta reduzir em 50% o número de mortos e feridos em decorrência de acidentes de trânsito.

A Operação será dividida em dois períodos: o primeiro de 14/12 a 31/01 compreendendo férias escolares, Natal e Ano Novo, e o segundo entre 22/02 a 10/03 período do carnaval. Esse longo período da Operação Rodovida se dá pelo considerável aumento do fluxo de veículos e de passageiros nas rodovias de todo o país.

Os acidentes, suas consequências e custos sociais são mantidos por toda sociedade. Para reduzir os números alarmantes da violência no trânsito as ações se concentram principalmente nos trechos mais críticos, onde é recorrente a ocorrência de acidentes, em especial, os de maior gravidade. As atividades preventivas vão desde a ostensividade, pela presença dos policiais e agentes de trânsito, como também pelas fiscalizações concentradas, principalmente, nas rodovias, pelo abuso da velocidade, ultrapassagens indevidas,  e nos centros urbanos pela embriaguez ao volante, o não uso dos dispositivos de segurança – cinto de segurança – em especial, em bebês e crianças, o não uso de capacete e uso de telefone celular enquanto dirige.

No ano passado a Operação Rodovida teve início em 22 de dezembro de 2017 e finalizou no dia 18 de fevereiro de 2018. O balanço das rodovias federais em Mato Grosso do Sul atingiu 41.551 veículos abordados e 42.791 pessoas foram fiscalizadas. Os policiais rodoviários federais realizaram 25.310 testes de etilômetro (bafômetro), 318 pessoas autuadas por alcoolemia e 77 presas por dirigirem embriagadas. No período, foram realizadas 39.177 autuações, sendo 24.493 por excesso de velocidade, 1.867 por ultrapassagens indevidas, 219 autuações por transportar crianças fora do dispositivo de segurança e 1.017 pelo não uso do cinto de segurança tanto pelo condutor quanto pelos passageiros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Mulher pede socorro a polícia após ser esfaqueada pelo marido
Polícia
Presos da PED mantinham roteador de internet e "sky gato" nas celas
Polícia
Falsos policiais invadem casa e homem é agredido a pauladas por atual de ex
Polícia
Carga irregular de 439 celulares Xiaomi, é interceptada pela PRF
Polícia
PMA multa infratora por manter papagaios em cativeiro com asas cortadas
Polícia
PRF apreende veículo conduzido por policial reformado com mercadoria paraguaia
Polícia
Investigados pela PF mantinham base do tráfico em MS
Polícia
PMR apreende projetor de cinema avaliado em cem mil reais
Polícia
Assalto em aeroporto leva pânico a passageiros e deixa dois seguranças baleados
Polícia
Briga em bar termina com dois homens esfaqueados

Mais Lidas

Polícia
Assalto em aeroporto leva pânico a passageiros e deixa dois seguranças baleados
Geral
Condutora bate carro no muro do Detran em exame para tirar a CNH
Justiça
Name já driblou a Justiça alegando problemas de saúde
Brasil
Vídeo - Câmeras mostram funcionário quebrando coluna de prédio antes de desabar