Menu
Busca quinta, 08 de dezembro de 2022
(67) 99647-9098
Política

Projeto de João César Mattogrosso prioriza ensino às vítimas de violência

Aprovada, a Lei prevê prioridade nas vagas na Rede Municipal de Ensino às crianças vítimas ou filhas de vítimas de violência doméstica

26 setembro 2022 - 10h28Sarah Chaves

Com o objetivo de assegurar apoio às mulheres vítimas de violência doméstica e seus filhos, o vereador João César Mattogrosso (PSDB) propôs a Lei n ° 5.963/18, já sancionada pela Prefeitura Municipal, que prevê prioridade nas vagas na Rede Municipal de Ensino às crianças vítimas ou filhas de vítimas de violência doméstica, seja ela de natureza física ou sexual.

Segundo dados de um estudo realizado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul divulgados em junho de 2022, os casos de feminicídios consumados ou tentados foram cometidos, em 85% dos casos, por atuais ou ex-companheiros das vítimas, que não aceitaram o fim do relacionamento.


Por isso, conforme a Lei aprovada, a prioridade ocorre mediante comprovação de Boletim de Ocorrência e deve ser assegurado sigilo do caso para evitar exposição e riscos às vítimas e seus filhos.“Quando elaboramos esta lei, tínhamos a intenção de auxiliar as vítimas de violência a reconstruir suas vidas. Com vagas asseguradas nas creches e escolas municipais para seus filhos, as mulheres têm mais oportunidade para buscar colocação no mercado de trabalho, assim como se recuperar dos danos causados pela violência, enquanto seus filhos estão em sendo cuidados e recebendo apoio educacional”, destaca o autor da matéria, João César Mattogrosso.


Conforme a legislação, no caso da criança vítima de violência também é uma oportunidade de garantir seu direito à Educação em ambiente seguro. Dados revelam que de 2018 para cá a situação se agravou, com aumento expressivo e assustador dos índices de violência.

Atento a pauta da mulher e cidadania, o vereador é autor e coautor ainda de mais quatro leis de amparo às mulheres: A Lei n° 6.420/20 objetiva a Valorização da Mulher e o combate ao machismo nas escolas municipais. A Lei n° 6.310/19, prevê na Rede Municipal de Educação (REME) o Projeto Escola que Cuida. Já a Lei n° 6.489/20, denominado Mais Segurança para as Mulheres, dispõe sobre medidas de segurança a serem adotadas por administradores de bares, casas de shows, restaurantes e similares, visando a proteção das mulheres.

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Gleisi Hoffmann afirma que Lula deve anunciar nomes de ministros amanhã
Polícia
Receita Federal, PF e CGU miram fraude em licitações e desvio de dinheiro em MS
Política
PEC da Transição é aprovada pelo Senado
Política
Presidente do Peru dissolve o parlamento e determina toque de recolher
Política
Paulo Lands é empossado vereador nesta quinta-feira
Política
Em Corumbá, Reinaldo defende hidrovia
Política
Assembleia aprova projeto de banco de dados de candidatos em certames de MS
Política
Capital pode perder recursos caso Censo 2022 não atinja meta em dezembro
Política
Projeto de transição terá regime de urgência na Assembleia
Política
JD1TV: Riedel mostra alterações que fará em sua estrutura

Mais Lidas

Educação
Fim da greve: professores voltam às salas de aula das escolas da REME
Polícia
Desaparecida no Aero Rancho, Maria é encontrada 'vivendo' em terreno baldio
Geral
Servidores estaduais e municipais folgam mais cedo em sexta de jogo do Brasil
Polícia
Adolescente é encontrado morto com vários tiros pelo corpo em fazenda